quarta-feira, 15 de abril de 2015

O PT está surdo para as manifestações das ruas.


O Movimento Corrente do Bem, um dos principais rosto dos movimento em Belém, juntamente com outros grupos como Movimento Pará Livre, Reage Brasil e Vem Pra Rua Belém. Têm como objetivo central do atacar o desgoverno da presidente Dilma, como também os escândalos de corrupção que assolam o país. O movimento exige rigor nas investigações das empresas envolvidas no Lava Jato, e a investigação da presidenta Dilma, ainda que seja para confirmar que ela não tem nada a dever ao seu papel como presidenta da República.
Pedrinho Donato uns dos coordenadores do movimento afirma que há vários pedidos, via impeachment, e já existe o desejo de que seja investigada por crime comum no Supremo. Ninguém pede condenação, mas investigação! Agora, se for investigada sem privilégio, e se provar que nada aconteceu, ela não deve ser punida. Queremos que seja investigada, simplesmente isso. Ela deve ser julgada e investigada, pelo Supremo hoje.
João Paulo, um dos manifestante do dia 12, diz também que ela pode ser investigada sim! Existem ações de crime comum, que não são limitadas ao mandato anterior, mas não sabe dizer o porque da blindagem. Nós queremos tratamento igual para as pessoas. Se alguém rouba um pedaço de pão, é investigado e punido. Por que os políticos e presidente não podem ser investigados? conclui João.
Ana Julie, estudante se diz revoltada sobre FIES. Julia diz que não vai estudar este semestre pois não conseguiu renovar o FIES. 
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivo do blog

NÃO LISTA

Contato