segunda-feira, 20 de abril de 2015

PT e militância fazem campanha contra o Juiz Moro

A operação petista para abafar o escândalo do Petrolão e sua repercussão perante o governo Dilma e a base aliada no Congresso Nacional já entrou na sua segunda fase. Depois de se considerarem vitoriosos na invasão a Assembleia Legislativa, agora partem para a desqualificação pura e simples do juiz federal Sergio Moro, o paranaense que coordena a Operação Lava-Jato, mandou prender mais de 40 empreiteiros, doleiros e ex-diretores da Petrobras, já condenou alguns e outros ainda estão para fazer a delação premiada, entregando mais políticos ligados ao petismo.

A desqualificação corre solta nas redes sociais, principalmente no Facebook e Twitter, patrocinada pela 'militância' e por lideranças petistas. "Primo de Sergio Moro financiou campanha do tucano Beto Richa", "Sergio Moro é casado com advogada do PSB", "juiz e deputado do PSDB em conluio", "mulher de Moro trabalha para o PSDB", "Sergio Moro afronta decisão de Teori Zavascki".

Todas as postagens foram reproduzidas por sites, portais e blogs patrocinados pelo governo federal. O ex-deputado Dr; Rosinha (PT-PR) é quem mais tuíta e retuíta os ataques a Moro que além do Paraná, são postados desde Brasília, Rio Grande do Norte, Bahia, São Paulo e outros estados.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivo do blog

NÃO LISTA

Contato