domingo, 3 de janeiro de 2016

Dilma autoriza aumento de impostos para bebidas, smartphones e computadores

Medidas aumentam o IPI de bebidas quentes como vinho e cachaça, além de suspender isenções de tributos sobre itens de informática.


Dilma Rousseff sancionou, no último dia do ano, a lei que elevará a cobrança do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de bebidas quentes como cachaça, vinho e outros destilados, além de suspender a isenção de alguns tributos sobre produtos eletrônicos como computadores e smartphones.
A medida acarretará um aumento no valor desses itens e faz parte do pacote de ajuste fiscal do governo anunciado no ano passado.
Dilma também vetou sete itens previstos no projeto encaminhado aos congressistas. Entre eles, o que definia as alíquotas máximas para o IPI. A nova lei foi publicada em edição extra do “Diário Oficial da União”, publicado na quinta-feira, dia 31.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivo do blog

NÃO LISTA

Contato