quarta-feira, 16 de março de 2016

Juaba 116 anos de muita cultura e história


A Vila da Juaba não tem muito há comemorar nos seus 116 anos de existência, a linda vila na beira do Rio Tocantins terra de gente bonita e inteligente, sempre sofreu com o total esquecimento por parte do poder publico municipal, o distrito é o maior de toda Cametá, possuindo o segundo maior colégio eleitoral do município. A luta faz parte desse povo guerreiro que carrega na história de seus antepassados a força de vencer e ser livre.

O surgimento da vila se dá após a abolição da escravatura e com o êxodo do Quilombo do Mola, surgindo assim o atual Juaba. Aos poucos esta vila ribeirinha passou a ser o centro de encontro dos moradores da região. Se trata de uma vila simples de extrema riqueza cultural que, como outras diversas comunidades do nosso País. Atualmente a vila se encontra totalmente abandonada e sucateada.

Juaba é a terra da cultura repleta de muita historia a ser explorada, terra da sedução e amor. Uma das festas mais conhecida é de Nossa Senhora do Rosário feita pelo Bambaê do Rosário.

Várias das manifestações culturais da Vila de Juaba vivem à beira da extinção pela falta de uma verdadeira política pública de conservação cultural e pelo escasso interesse das gerações mais novas em darem prosseguimento às tradições. O Grupo do Meste Vital Batista de Cametá, conhecido como Engole Cobra e a Bichada, são os que ainda sobrevivem com muita dificuldade e sem nenhum incentivo cultural, os demais movimentos culturais estão quase extinto na vila como a Ladainha, Bambaê do Rosário,  Samba de Cacete, Banguê, Boi Bumbá Campineiro, Dança da Farinha, Dança do Negro e o Pingo de Ouro.

Embora o distrito de Juaba fique ao lado da cidade de Cametá, mas é a vila mais atrasada economicamente e estruturalmente, o descaso é total por parte de atual prefeito Iracy Nunes e do antigo Waldoli Valente, o trapiche dá vila esta pronto para desabar, o posto de saúde não tem as mínimas condições para funcionar, não tem nem maca e nem aparelho de aerol.

A estrada esta quase intrafegável. A energia elétrica é instável fazendo com que os moradores mensalmente tenham que mandar concertar seus aparelhos elétricos. A iluminação publica faz parte só da lei, pois no Juaba não há. O lixo da vila é despejado na entrada da vila em um campo de natureza, onde se prolifera ratos, moscas, cobras e centenas de urubus.


Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivo do blog

NÃO LISTA

Contato