quarta-feira, 30 de março de 2016

PRB Cametá diz não ao PT e a Waldoli


O PRB Cametá é o primeiro partido que se posiciona corajosamente acerca da politica cametaense, sobe a liderança do Prof. Pedro Chaves e Dr. Hugo Brito o partido foi o que mais cresceu nesses últimos seis meses no município, o grupo é composto de grande maioria de jovens como também de camponeses, pescadores, estudantes, comerciantes, professores, dentistas e até médicos. Um grupo muito eclético.
Segundo o universitário Benilson militante do PRB diz que o partido têm como objetivo fazer vereadores e possui nomes distribuídos entre todos os distritos para isso, completa dizendo que não queremos mais tanta mentira e promessas, precisamos mudar nossa cidade, por isso estou aqui, não quero ser telespectador!
O FOLHA DE CAMETÁ entrevistou o líder do PRB Cametá nesta semana:

FOLHA: Qual é a ideia do partido para Cametá?

Professor: O PRB tomará um caminho diferente em Cametá, será politicamente independente e com apoio de outros partidos trabalharam em um novo nome para lançar em Cametá que demostrará força e uma esperança para reconstruir o orgulho do povo cametaense, vamos juntos com outros grupos reconstruir do caco uma Cametá do futuro.

FOLHA: Nas eleições passa o PRB foi base do prefeito Iracio Nunes, tem possibibidades do partido apoiar a reeleição do candidato do PT?

Professor: Realmente o PRB foi base do Iracio na eleição passada pois acreditava na mudança, na época o partido era comandado por outra liderança. Atualmente o governo do PT representa uma decepção e um desastre na gestão municipal, não tenho nada contra a pessoa do Iracio, ele é uma boa pessoa, mas enquanto gestor deixou a desejar.

FOLHA: A possibilidades do PRB ser base do pré candidato Waldoli, ou de outros?

Professor: O Waldoli para mim representa a velha politica, uma politica com interesses de grupo, acredito que é hora de um nome novo, o povo cametaense é de luta e de esperança, muitos me perguntam a mesma coisa se vamos coligar com o Waldoli. Venho então publicamente dizer que o PT foi uma tragédia e  o Waldoli representa a velha politica. Se houver outro nome que represente esperança o dialogo fica aberto.

FOLHA: Não é ousada sua estratégia? e quem será esse nome  de uma futura liderança?

Professor: A politica é um jogo e uma ciência ao mesmo tempo, o PRB tá no jogo, temos em Cametá bons nomes que representa esse projeto e já estamos trabalhando pra isso. Acho que os novos lideres cametaenses não devem retroceder ao passado politico e nem no atual, devemos avançar e nos mobilizar em um novo nome, a força esta no povo e na mobilização, Waldoli não tem essa força que tinha antes, acredito em Cametá! Mas se quisermos mudar a politica cametaense "se deve mudar a cultura do toma lá dá cá" que é nítida nas eleições cametaense. Estou trabalhando em um projeto politico de médio e longo prazo, baseado em novas lideranças.

FOLHA: Essa estratégia vai fazer vocês vencerem esta eleição que há de vim?

Professor: Pra mim só pelo fato de não deixar a politica cametaense ser polarizada já é uma vitória, se iremos ganhar digo que já estamos ganhando, pois não iremos nos curvar a velha politica e nem a atual, não existe na politica esse espaço em dizer que já ganhou! Tem um ditado muito popular que diz que "Politica é igual mineração só se sabe depois da apuração" quem decidirá é o povo!

FOLHA: O que o senhor foi fazer em Belém?


Professor: Fui buscar garantia de independência e autonomia acerca da politica cametaense e meu presidente me deu essa garantia, também fui tentar resolver algumas demandas do município meu sonho é ver a estrada de Juaba se transformar em uma estrada estadual trafegável todos os dias do ano, outra demanda que vamos lutar é uma torre de telefonia móvel para vila do Carmo ou Porto Grande e a tão sonhada estrada PA 471 (Vila do Carmo) que foi abandonada e não se sabe de fato o porquê o asfalto sumiu da vila. 
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivo do blog

NÃO LISTA

Contato