sábado, 2 de fevereiro de 2019

CENTENAS VÃO AS RUAS DE CAMETÁ PELO PULGUINHA



Centenas de cametaenses vão as ruas protestar e pedir providencia contra a morte do “Pulguinha”, um cão morto com um tiro por um policial. O soldado da Polícia Militar foi acusado nesta semana de matar um cachorro durante uma ronda nesta ultima quarta-feira, 30, no bairro do Trigueiro, município de Cametá, no Pará. Junior, dono do animal conhecido como "Pulguinha", publicou em suas redes sociais a morte do animal que logo rivalizou nas redes sociais.

O comando do 32° Batalhão da PM também instaurou uma sindicância para apurar o fato. Em nota, a Polícia Militar também informou que soldado da PM acusado estava de serviço e em perseguição a um suspeito de tráfico de drogas, no momento em que um cachorro teria avançado contra ele, impedindo a ação policial. 


Hoje em muitos casos um cão morto ganha mais projeção do que um ser humano, cerca de 3 pessoas morrem em Cametá toda semana por falta de assistência a saúde e falta de segurança publica e não se ver tanta comoção nas ruas da cidade, se formos nas unidades de saúde do interior do município pouco se difere de um tratamento animal.

Alguns vereadores compraram a briga pela causa do “Pulguinha”, mas nunca se sensibilizaram pela fome e falta de merende escolar de milhares de crianças de Cametá que até desmaiam de fome nas escolas rurais de Cametá.

Se formos aos hospitais no município varias pessoas são tratadas piores que um bicho e nunca se viu tanta comoção.

 “A vida de um ser humano vale mais que a de um animal” acreditam alguns.

Se for o caso não deveremos esquecer que também somos animais. Em princípio nos acostumamos a chamar os animais não humanos de “animais” e considerar a nós mesmos como algo superior. Algo tão superior que nem lembramos mais que somos animais. Esquecemos que assim como um cachorro, uma vaca, um cavalo, nós partilhamos órgãos de reprodução, digestão, temos cérebro, etc. Somos inclusive 98% de genética idêntica a um chimpanzé. Eu sei que para muitos é uma ofensa aceitar este fato, mas é um fato. Claro que nada justifica o mau trato aos nossos queridos animais.

Para muitas pessoas os seus animais de estimação são mais importante do que o ser humano. Talvez algumas pessoas se frustram com os humanos diante do egoísmo, da maldade humana e por vezes acabam gostando mais de animais não humanos que de humanos. Este ponto de vista, também equivocado, tenta generalizar todas as pessoas num indivíduo só. Podemos ir, além disso, podemos entender a nós mesmos e desenvolver a capacidade de estar bem entre os humanos.

É certo que as pessoas devem cuidar de seus animais, devem protegê-los, alimentá-los e dar todo o carinho que puderem afinal eles merecem, pois para estas pessoas eles são os seus verdadeiros amigos e companheiros. Quantos idosos não são abandonados pelos seus familiares e encontram nos seus "queridinhos" uma razão para continuar a viver. Há caso de alguns animais que são herdeiros de fortunas incalculáveis.

Isso não quer dizer que a vida dos animais não tenha valor, mas a vida humana, com certeza deveria tê-la também. É só perguntar quem em são consciência daria a sua vida em troca de um simples animal em detrimento a de uma criança em perigo ou perguntar a um doente terminal o que ele daria para ter a sua saúde de volta para continuar a viver. O maior bem do homem é a vida.

As pessoas deveria ajudar aos necessitados, por exemplo: com comida, carinho e educação, mas infelizmente há muitas pessoas dão mais valor a um cão do que a uma criança. Estás pessoas deveriam ajudar aos orfanatos, ajudar também aos albergs, às entidades assistenciais e assim quem sabe melhorar o país evitando com que as crianças entrem para prostituição infantil, para o tráfico e para o crime.
Share:

4 comentários:

  1. Que merda é essa??? A matéria sobre o "pulguinha" se transformou em um manifesto contra as pessoas que participaram da manifestação? Acredito que cada um tem uma causa a defender e a minha como a de muitos nessa cidade é de defender os animais. Entenda, a comoção foi por conta da crueldade causada a um ser inocente, por isso muitas pessoas preferem os animais, por serem seres inocentes e amigos de verdade, já o ser humano não é inocente e trai sua confiança sempre que pode. Você como "reporter" deveria saber separar as coisas. E merenda escolar, saúde e educação tem que ser cobradas de deputados, vereadores e etc e não dá população!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nesse caso, a população deveria cobrar dos deputados e vereadores as coisas q realmente faltam, como saúde. Pra pedir providência num caso de animal a população se reúne, pra outras coisas não.

      Excluir
    2. Nesse caso, a população deveria cobrar dos deputados e vereadores as coisas q realmente faltam, como saúde. Pra pedir providência num caso de animal a população se reúne, pra outras coisas não.

      Excluir
  2. Muito Boa a matéria. Hoje em dia as pessoas estão dando mais valor á vida de um animal do que a de um ser humano, um bando de hipócritas.

    ResponderExcluir

Arquivo do blog

NÃO LISTA

Contato