This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Senado aprova regra que acaba com sigilo em operações do BNDES

O governo Dilma Rousseff sofreu nesta quarta-feira, 29, uma derrota no Senado com a aprovação do fim do sigilo nas operações de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Apresentada pela oposição na Câmara, a mudança foi incluída na Medida Provisória 661. A MP, que agora seguirá para a sanção da presidente Dilma Rousseff, também autorizou o Tesouro Nacional a conceder um empréstimo de R$ 30 bilhões ao BNDES.
O texto altera uma lei de 2009 para prever que "não poderá ser alegado sigilo ou definidas como secretas operações de apoio do BNDES ou de suas subsidiárias, qualquer que seja o beneficiário, direta ou indiretamente, incluindo nações estrangeiras". Ou seja, a mudança permite a abertura das operações do banco com países estrangeiros e com os chamados campeões
nacionais", empresas que receberam aportes de recursos da instituição de fomento. Originalmente, a MP foi editada com o propósito de autorizar a União a conceder crédito ao BNDES e a destinar superávit financeiro das fontes de recursos existentes no Tesouro Nacional à cobertura de despesas primárias obrigatórias.
Share:

PMDB desdenha dos protestos e diz que Impeachment é impossível


Milhares de pessoas vem se manifestando no país, mergulhado em uma crise política e econômica, contra a gestão do Executivo e a corrupção na Petrobras. “Compreendo as mobilizações políticas. Mas ainda estamos muitoperto das eleições, quando se obteve uma vitória estreita. A postura da oposição é natural, mas são poucos os que promovem uma troca na presidência. Geraria instabilidade e seria negativo para o Brasil”, concluiu.
Temer, presidente do PMDB e figura presente na vida política nos últimos 30 anos, considera “impensável” a convocação de eleições antecipadas, apesar da perda de popularidade de Rousseff.Viajo
u a Portugal e Espanha com a intenção de transmitir segurança para as empresas que quiserem investir no Brasil. “O ajuste econômico não está fazendo com que o país perca. Ao contrário, permitirá continuar crescendo.
O vice-presidente descartou um recrudescimento dos protestos que, nos últimos meses, se espalharam pelo Brasil. “Tenho a sensação de que esses dois momentos já passaram. Na primeira mobilização houve mais participantes do que na segunda”, precisou. “Foi dada voz à classe média. Começaram a exigir. Mais ética, melhor comportamento na política. E as exigência são cada vez maiores. Por isso os movimentos sociais não assustaram o Governo. Quase comemoramos.”

Share:

terça-feira, 28 de abril de 2015

STF decidiu agora a pouco libertar o dono da construtora UTC

Foto de Gracias Ferraz.A maioria dos ministros que integram a segunda turma do Supremo Tribunal Federal decidiu nesta terça-feira (28) libertar o dono da construtora UTC, Ricardo Ribeiro Pessoa, apontado pelo Ministério Público Federal como líder do cartel de empreiteiras que pagava propina para fraudar licitações e obter contratos superfaturados na Petrobras. O terceiro e decisivo voto a favor da liberdade do criminoso, na turma composta por cinco ministros, foi de Gilmar Mendes. Votaram a favor, além dele, Teori Zavascki e Dias Toffoli. Votaram contra a ministra Carmem Lúcia e Celso de Mello. Conclusão: Gilmar Mendes, com seu voto, pode ter comprometido da a Operação Lava Jato, abrindo a porteira para a libertação dos outros corruptos presos.
Share:

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Senado recebe pedido de impeachment do ministro do STF Dias Toffoli

A Secretaria-Geral da Mesa do Senado recebeu na tarde desta quinta-feira (9) uma denúncia de crime de responsabilidade contra o ministro José Antonio Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF). Se acolhida, ela pode resultar em processo de impeachment.
O responsável pela denúncia é o procurador da Fazenda Nacional Matheus Faria Carneiro, que ressaltou ter tomado a iniciativa na condição de cidadão, não em função de seu cargo.
— Vim aqui exercer um ato de cidadania, com as prerrogativas que a Constituição me dá, buscando restabelecer o sentimento de que os agentes públicos devem prestar contas a seus administrados e a seus jurisdicionados. Acho que este ato pode ser o início de um novo paradigma, de outros cidadãos fazerem o mesmo também. Eu sou só mais um — explicou.
O gabinete do ministro Dias Toffoli não se manifestou sobre o assunto até a publicação desta reportagem.

Justificação

Carneiro argumenta que o ministro Toffoli teria incorrido em crime de responsabilidade ao participar de julgamentos em que deveria ter declarado suspeição. O procurador cita o caso específico do Banco Mercantil, onde o ministro contraiu empréstimo em 2011. Posteriormente, Toffoli participou de julgamentos que envolviam o banco.
— Ele foi relator e julgou ações em que era parte o Banco Mercantil. Ao fazê-lo, julgou em estado de suspeição. Não interessa se julgou a favor ou contra o banco, mas o fato é que não poderia julgar. Ao julgar, incorreu em crime de responsabilidade. São fatos objetivos e notórios, não há discricionariedade [na denúncia] — afirmou Carneiro.
O procurador também disse esperar que o Senado acolha a denúncia e dê andamento ao processo de investigação contra o ministro. Para ele, a Casa tem a obrigação de levar o caso adiante por ser parcialmente responsável pela nomeação de Toffoli – os ministros do STF devem passar por sabatina no Senado e ter seus nomes aprovados pelo Plenário antes de serem empossados.
— O Senado, assim como o sabatinou, tem o dever perante a sociedade de fazer cumprir a lei, apurar os crimes que eu denuncio e responsabilizá-lo. Não espero nenhum tipo de justiçamento. Espero que ele tenha direito ao contraditório e à ampla defesa.

Reação

Vice-líder do PT, o senador Paulo Rocha (PT-PA), reconhece a legitimidade do ato da denúncia, mas disse não acreditar que ela possa prosperar na Casa.
Share:

domingo, 26 de abril de 2015

Amigo empreiteiro empurra Lula para o pântano do Petrolão


images|cms-image-000409267
Neste sábado, a VEJA publicou que o empreiteiro Léo Pinheiro, transferido da presidência da OAS para uma cadeia em Curitiba, fez revelações suficientes para tirar de vez o sono de Lula e estender por prazo indeterminado o sumiço do palanque ambulante. Como ainda não se decidiu por um acordo de delação premiada, o empresário encarcerado pode até, para socorrer o chefe e amigo, desmentir-se em outro depoimento. Mas tal opção é de alto risco: a demonstração de fidelidade lhe custará alguns anos de prisão em regime fechado.
Seja qual for o caminho escolhido, o que Pinheiro já disse (e detalhou em copiosas anotações manuscritas) basta para incorporar ao elenco do Petrolão o protagonista que faltava. No mais cruel dos dias para quem tem culpa no cartório, as relações promíscuas entre o manda-chuva da OAS e o reizinho do Brasil serão escancaradas nas oito páginas da reportagem de capa. Entre tantas histórias muito mal contadas, a dupla esbanja afinação especialmente em três, valorizadas pela participação de coadjuvantes que valorizam qualquer peça político-policial.
Num episódio, o ex-presidente induz Pinheiro a presenteá-lo com a reforma do sítio que, embora Lula o chame de seu, pertence oficialmente a um sócio do filho Lulinha. Noutro, um emissário do pedinte vocacional incumbe o empreiteiro de arranjar serviço e dinheiro para o marido de Rosemary Noronha, a ex-segunda-dama que ameaçava vingar-se do abandono com a abertura de uma assustadora caixa-preta. Mais além, o comandante da OAS cuida de desmatar o atalho que levou Lula a virar dono de um triplex no Guarujá.
A participação do ex-presidente no naufrágio da Petrobras ainda não entrou na mira da Polícia Federal. O inventor do Brasil Maravilha está a um passo do pântano sem que tenha começado a devassa das catacumbas malcheirosas que escondem a farra das refinarias inúteis e a montagem da diretoria infestada de ineptos e corruptos, fora o resto. 

Fonte: REVISTA VEJA
Share:

Famílias de Cametá recebem o Cheque Moradia



Cinquenta e sete famílias que vivem em moradias consideradas impróprias no município de Cametá receberam nesta sexta feira, 24, o benefício do Programa Estadual Cheque Moradia.
No ano passado, 58 famílias já foram beneficiadas em Cametá com o programa, totalizando, nesse período, 115 atendidas com essa política de governo no município.
O casal João e Raimunda foi um dos primeiros a chegar ao local da entrega de Cheque Moradia. E não escondiam a felicidade por terem sido contemplados, pois a casa onde moram há 15 anos está em condições bem precárias. "Nossa casa é de madeira e está muito ruim. Tivemos que forrar a frente com papelão e ainda tem risco dela desabar a qualquer momento", relatou Raimunda.
"Ficamos demais alegres quando nos avisaram. A gente pensa que essas coisas só acontecem com os outros, parece um sonho, mas Deus abriu essa porta e nós acreditamos nesse programa do governo", complementou a dona de casa, que finalmente 
Maria do Carmo Medeiros, outra cametaense beneficiada com o programa, comemorou a possibilidade de finalmente realizar o sonho de ter uma casa boa. "Somos seis pessoas e temos que viver num espaço pequeno. Mas temos um terreno onde vamos construir a nossa casa, graças a essa ajuda do Cheque Moradia. Fico emocionada, porque sempre morei de aluguel, mas eu corri atrás e agora é um sonho que eu realizo, o de ter a minha casa. A gente sente mais conforto morando naquilo que é nosso", desabafou.
Após a cerimônia de entrega, os beneficiários receberam todas as orientações necessárias para utilização correta do Cheque Moradia e assinaram o contrato emitido pela Cohab.
Na entrega desta sexta feira estiveram presentes lideranças políticas locais, técnicos da Cohab e da Casa Civil da Governadoria.
A vila do São Benedito e Vila do Carmo será atendida nas próximas entregas, tal programa atendendo ao pedido da comunidade quilombola do Moiraba.   
Share:

Sobrinho de Lula faz fortuna em Cuba e na África


O empresário Taiguara Rodrigues: para funcionários do governo e executivos de empreiteiras, ele é ‘o sobrinho do Lula’
O empresário Taiguara Rodrigues: para funcionários do governo e executivos de empreiteiras, ele é ‘o sobrinho do Lula’(VEJA.com/Reprodução)
O personagem no topo desta página, com ar de Che Guevara playboy, se chama Taiguara Rodrigues dos Santos. É figura conhecida na rede de negócios de empresas brasileiras em Cuba, na África e na Europa. Até 2009, ele ganhava a vida em Santos, no litoral de São Paulo, onde se estabelecera como pequeno empresário, dono de 50% de uma firma especializada em fechar varandas de apartamentos. Taiguara tinha uma rotina compatível com seus rendimentos. Seu apartamento era um quarto e sala. Na garagem, um carro velho. A partir de 2009 a vida dele começou a mudar para melhor - muito melhor. De pequeno empresário do ramo de fechamento de varandas, ele se reinventou como desbravador de fronteiras de negócios no exterior. Abriu duas empresas de engenharia e, em questão de meses, fechou negócios em Angola. O primeiro contrato no país africano destinava-se a construir casas pré-moldadas e tinha o valor de 1 milhão de dólares, conforme registro no Ministério das Relações Exteriores. No segundo, de 750 000 dólares, comprometia-se a construir uma casa de alto padrão. Até aqui o que se tem é um empreendedor ambicioso que vislumbrou oportunidades de mudar de patamar vendendo seus serviços em países com os quais o governo Lula estabelecera inéditos laços de cooperação comercial. Mas a história de Taiguara é, digamos, bem mais complexa.
Conta o advogado Rafael Campos, representante da proprietária de um imóvel alugado por Taiguara: "Ele me falou que estava indo para a África no vácuo das grandes empreiteiras que expandiam negócios por aquele continente". A vida além-mar, pelo jeito, ofereceu a Taiguara grandes dificuldades práticas. Tendo recebido o dinheiro, as obras não saíram. Seus clientes angolanos acionaram a Justiça brasileira em busca de reparação, o que combinou com um inferno astral em que ele teve dezenove títulos protestados e passou 25 cheques sem fundos. Se 2009 foi de esperança, os anos seguintes, 2010 e 2011, foram de amargura com o fracasso na África, e Taiguara teve o desgosto adicional de ver seu nome no Serviço de Proteção ao Crédito. Mas...
...a maré mudou, e mais tarde Taiguara reemergiu em glória. Havia comprado uma cobertura dúplex de 255 metros quadrados em Santos, dirigia um Land Rover Discovery de 200 000 reais e tomou gosto por viagens pelas capitais do mundo, hospedando-se sempre em hotéis de alto luxo. VEJA perguntou a Taiguara como ele explica a reviravolta em sua vida empresarial. Não obteve resposta.
Taiguara é filho de Jacinto Ribeiro dos Santos, o Lambari, amigo de Lula na juventude e irmão da primeira mulher do ex-presidente. Funcionários do governo e executivos de empreiteiras costumam identificá-lo como "o sobrinho do Lula". Em 2012, uma de suas empresas de engenharia, a Exergia Brasil, foi contratada pela Odebrecht para trabalhar na obra de ampliação e modernização da hidrelétrica de Cambambe, em Angola. O acerto entre as partes foi formalizado no mesmo ano em que a Odebrecht conseguiu no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) um financiamento para realizar esse projeto na África. Uma coincidência, certamente. Orgulhoso, Taiguara postou fotos das obras na hidrelétrica de Cambambe numa rede social. "E tome água! Vamos gerar energia!", escreveu. A Odebrecht não quis informar o valor do contrato com a Exergia Brasil, que vigorou em 2012 e 2013. Em nota, disse que segue "padrões rigorosos de contratação de fornecedores, levando em conta sua capacidade técnica, financeira e de execução".
Fonte: Revista Veja.
Share:

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Comissão do Senado aprova voto distrital para cidades com mais de 200mil eleitores


Fonte: Agência Brasil

Os vereadores de municípios com mais de 200 mil eleitores poderão ser escolhidos por voto distrital. A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou a mudança prevista no projeto PLS 25/2015 nesta quarta-feira (22). Pela proposta do senador José Serra (PSDB-SP), as cidades deste porte serão divididas em distritos, em número igual ao de vagas na Câmara Municipal. Cada distrito elegerá um vereador por maioria simples (50% dos votos mais um). O candidato mais votado será o eleito.
O texto prevê que o partido ou coligação possa registrar apenas um candidato por distrito e cada vereador terá um suplente. Os Tribunais Regionais Eleitorais serão responsáveis por definir os distritos, observando a continuidade do território e a igualdade de voto. Se não houver apresentação de recurso para que a matéria seja examinada pelo plenário do Senado, a proposta segue direto para a Câmara dos Deputados. A expectativa é que a proposta seja decidida a tempo de valer para as eleições de 2016. 
Share:

Câmara aprova PEC que reduz número de ministérios


 A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, 22, a admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita em 20 o número de ministérios. A matéria seguirá agora para uma comissão especial para só depois ir ao plenário.

A votação foi apertada e teve 34 votos à favor, 31 contra e nenhuma abstenção. De autoria do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a proposta vinha sofrendo obstrução da bancada do PT na comissão há quatro semanas. Por acordo entre os partidos, o projeto foi o único tema da pauta desta quarta-feira e, para agilizar a votação, não foi aberto espaço para debate.
PMDB, DEM, PPS, PV, PSDB e Solidariedade se aliaram à favor do projeto, alegando que a matéria não contraria a constituição e que o Parlamento está apenas "definindo a estrutura ministerial".  PSOL, PR, PSB, PCdoB, PT, PRB, PSD e PDT encaminharam posição contra a proposta encabeçada pelo PMDB.


Share:

Governo quer criar (PEC 37) restringiria à Polícia Federal a atribuição de conduzir inquéritos


Não é de hoje que Polícia Federal e Ministério Público se estranham. Uma queda de braço ocorreu durante a discussão da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 37. A medida restringiria à Polícia Federal a atribuição de conduzir inquéritos. O MP se movimentou e conseguiu barrá-la. Na semana passada, veio um golpe na direção contrária. A pedido do procurador geral da República Rodrigo Janot, sete dos 26 inquéritos relacionados à Operação Lava Jato que tramitam no Supremo Tribunal Federal foram suspensos antes que a PF pudesse colher depoimentos agendados. Em nota publicada na noite de segunda-feira, o presidente da Associação dos Delegados da Polícia Federal, Marcos Leôncio Souza Ribeiro, disse repudiar "a tentativa do Ministério Público Federal de interferir nas apurações da Polícia Federal". E poderia se tratar do enredo de sempre não fosse a entrada em cena de outra proposta de emenda constitucional: a PEC 412/2009, que confere autonomia funcional e orçamentária à PF. O documento foi desengavetado no Congresso em fevereiro, e isso pôs a pulga atrás da orelha de muitos procuradores. "Quando o Ministério Público tem uma investigação chave que pode ter graves consequências políticas, reaparece no Congresso uma proposta delirante de autonomia da Polícia Federal. Qual foi o tipo de persuasão de que eles se valeram para conseguir a ressurreição dessa proposta?", questiona o presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), Alexandre Camanho. Combine-se o questionamento de Camanho com as alegações do MP, segundo o qual a PF estava ignorando o cronograma de oitivas definido pelos procuradores que conduzem a Lava Jato - um movimento que poderia levar, lá na frente, à anulação das investigações, especialmente em um caso que atinge pessoas com foro privilegiado.

Fonte: http://veja.abril.com.br/noticia/brasil
Share:

Polícia Federal entra em greve nesta quinta-feira (23) contra Lei de mordaça de Dilma

Os agentes da Polícia Federal (PF) de todo o país entrarão em greve de 72 horas a partir desta quarta-feira (22). A paralisação das atividades será seguida de atos públicos de protesto em frente às unidades da PF. Na Bahia, a mobilização acontece a partir das 16h30 de quarta, em frente à Superintendência Regional da Polícia Federal localizada na Avenida Oscar Pontes, no bairro de Água de Meninos.
Os agentes protestam contra a alteração na lei 9.266, assinada pela presidente Dilma Rousseff no último dia 13, que inclui a definição de que a Polícia Federal é parte da "estrutura básica" do Ministério da Justiça.
Foto: Divulgação
A greve é realizada, ainda, por conta do não cumprimento do acordo assinado com o governo federal, no final da greve de 2012, onde havia sido prometida a modernização da carreira na PF e o reconhecimento das atividades realizadas por todos servidores, ainda regidos por leis da época da ditadura militar.
“A Polícia Federal está sendo destruída, enquanto a população brasileira precisa do combate ao crime organizado e corrupção. Estamos sendo engolidos pela burocracia. O servidor deve ser reconhecido pelo que faz, e não pelo que está no papel. Queremos critérios de eficiência para as chefias, independente do cargo, e o fim da politicagem dentro da PF”, explica Jones Borges Leal, presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef).
Jones Borges, disse à Coluna Esplanada que a recente Medida Provisória (MP) 657 seria um afago estranho aos delegados em meio à eleição e às investigações de corrupção no governo, sendo uma ação decisiva para a realização da greve.
A MP beneficiou apenas o cargo de delegado, criando uma espécie de concurso para chefe no serviço público federal.
Confira na íntegra a nota:

A MP foi editada na calada da noite e em período eleitoral, contrariando o artigo 73, inc. V da LEI 9.504/97, e através dela, Dilma tenta enquadrar os Agentes da Polícia Federal e sua insistência em investigar casos de corrupção.

Para os Agentes Federais a edição da MP 657 centraliza a direção e o poder de todas as atividades da Polícia Federal em um só cargo, dentro de uma carreira única constitucional composta por cinco cargos policiais federais, o que une 90% dos servidores do DPF contra esse grave atentado à democracia que retira a autonomia de investigação dos Agentes Federais e dos Peritos Criminais que são responsáveis pela produção de provas técnico-cientificas.

Essa MP foi editada às vésperas das eleições presidenciais, coincidentemente quando veio à tona várias investigações onde membros do mais alto escalão do governo federal aparecem como, supostamente, envolvidos em escândalos de corrupção, o que certamente pode influenciar no pleito eleitoral.

A estratégia de concentrar todo o poder do órgão em um só cargo e assim controlar todas as investigações é semelhante a um golpe de Estado que atinge a sociedade sorrateiramente bem como foi a PEC 37 (PEC DA IMPUNIDADE) que era defendida pelos delegados de polícia como instrumento de "autonomia e poder", mas que colocava a sociedade e o Ministério Público como vítimas de um golpe antidemocrático que foi combatido pelos Agentes Federais desde o nascedouro, e que a sociedade acordou a tempo de ir às ruas em junho de 2013 para impedir tamanho retrocesso defendido com "unhas e dentes" por delegados de polícia contra a sociedade, e que hoje têm a MP 657 (MP DA IMPUNIDADE) como espelho da PEC 37, em âmbito interno às investigações da Polícia Federal, mas que atinge a sociedade tal qual a PEC 37.

Se a PEC 37 colocava como algozes da sociedade os delegados de polícia na ânsia por poder, a MP 657 (MP DA IMPUNIDADE) retoma mais um capitulo dessa história onde de um lado estão a sociedade e todas as instituições democráticas, e de outro estão delegados de policia defendendo prerrogativas, e concentração de poder, em detrimento da autonomia de investigação de todos os outros cargos da PF, o que retrocede a instituição atualmente mais bem avaliada pela sociedade aos tempos de controle político de todas as atividades do órgão.

E para tentar demover o governo Dilma de tamanho retrocesso, os AGENTES FEDERAIS da Bahia informam a população de que a partir da meia noite do dia 22/10/2014 estarão entrando em greve geral como forma de protesto, acreditando que a luta por uma Policia cidadã, moderna, e eficiente que entregue uma prestação de segurança publica da forma como a população almeja e merece, de forma rápida e consistente.

Essa é uma luta de toda a sociedade.

Fonte: http://www.correio24horas.com.br
Share:

O governo do PT critica, mas é um dos principais agentes de terceirização


Para José Paulo Zeetano Chahad, professor da Universidade de São Paulo (USP) e especialista em mercado de trabalho, este não deve ser o foto das discussões. "A distinção entre atividade-meio e atividade-fim está se tornando cada vez menos relevante no processo produtivo. A produção moderna é realizada em forma de cadeias produtivas, pois ninguém é capaz de fazer tudo sozinho", afirmou.
Para Chahad, o próprio governo, que é crítico ao projeto, é um dos principais agentes da terceirização. "Como hoje, de fato, terceirizar significa precarizar, então o próprio governo promove esta deterioração", diz, citando amplos setores do Executivo, do Legislativo e do Judiciário. Segundo ele, o governo petista não enxerga que a realidade mudou e que, atualmente, o setor de bens e serviços emerge como principal empregador da economia brasileira. "Hoje a realidade é outra, com a emergência do terciário como maior empregador, mas o governo não quer mudar".

Fonte: http://veja.abril.com.br
Share:

Delator diz que Dirceu fez acerto para PT por contrato na Petrobras

No novo depoimento, Julio Camargo afirma que tinha meios de dar suporte financeiro à Petrobras, mas em contrapartida a estatal deveria celebrar contrato com um consórcio do qual a Toyo fazia parte. Diante da sinalização de mudança da Petrobras desse modelo de negócio, o executivo teria buscado ajuda de Dirceu. O ex-ministro disse, segundo o relato de Camargo, "ter feito gestão junto a Gabrielli no sentido de entender por qual razão a Petrobras havia mudado a sistemática".
Ele declara que doou valores ao PT, mas destaca que nunca ofereceu vantagens "devidas ou indevidas" a José Dirceu. O executivo lembra ter dado apenas um uísque e um vinho ao ex-ministro, o último como presente em um aniversário. Apesar disso, Camargo diz ter autorizado viagens de Dirceu em seu avião em "várias oportunidades", mas não se lembra de o petista ter feito menção a ninguém da Petrobras nas viagens.
O advogado de José Dirceu nas investigações relativas à Lava Jato, Roberto Podval, afirmou que o depoimento de Camargo aponta que nenhum negócio foi firmado. Podval diz ainda "não ver ilicitude" no caso, uma vez que Dirceu não estava mais no governo e possui empresa de consultoria.

Fonte: http://veja.abril.com.br/noticia/brasil

Share:

Ao sancionar o aumento do fundo partidário, Dilma tenta dar um cala boca no congresso


No governo, havia uma preocupação em triplicar as verbas
do fundo partidário num momento de forte ajuste fiscal. Por isso, a reação palaciana de justificar que a decisão da presidente Dilma simplesmente atendeu um pedido da maioria dos partidos, inclusive das legendas da oposição.
O aumento do fundo partidário foi apresentado pelo relator do Orçamento, senador Romero Jucá (PMDB-RR), depois que a arrecadação de recursos privados para as siglas ficou inviabilizada com os desdobramentos da Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

O detalhamento da sanção presidencial do Orçamento será divulgado nesta quarta-feira pelo ministro Nelson Barbosa, do Planejamento. Há um debate interno de que o valor do contingenciamento ficará entre R$ 60 bi e R$ 80 bi. Segundo Jucá, há condições do valor do contingenciamento ficar mais perto dos R$ 70 bilhões.
Isso porque, segundo ele, o governo já incrementou a receita com cerca de R$ 26 bilhões com o aumento do IOF, do PIS/Cofins e da Cide entre outros.



Share:

terça-feira, 21 de abril de 2015

Governador de MG é vaiado ao entregar medalha a líder do MST



Pimentel condecora João Pedro Stédile
Pimentel condecora João Pedro Stédile(Leandro Couri / EM / D.A Press/VEJA)
A entrega da Medalha da Inconfidência, honraria mais importante de Minas Gerais, ao líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) João Pedro Stédile foi alvo de protestos nesta terça-feira no Estado. Houve atos de repúdio à iniciativa do governador Fernando Pimentel (PT) na cidade histórica de Ouro Preto, local do evento, e em Belo Horizonte, capital mineira. Pela manhã, grupos que protestaram contra o governo Dilma Rousseff e a corrupção nos dias 15 de março e 12 de abril, entre eles o movimento Vem Pra Rua, fizeram um enforcamento simbólico, com uma corda vermelha, de uma estátua do inconfidente Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, mártir do movimento rebelde no Brasil-Colônia e herói nacional. Em Ouro Preto, houve um apitaço e um panelaço durante a condecoração de Stédile, do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, e do Advogado-Geral da União, Luís Inácio Adams, entre outros. Havia faixas em apoio ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato. A cerimônia é um tradicional momento de manifestações políticas e reuniu também professores da rede estadual insatisfeitos com o governador Fernando Pimentel (PT). Mais de cem servidores, vestidos com camisas pretas e bonés da Central Única dos Trabalhadores (CUT), circularam ao redor da área fechada para a condecoração na Praça Tiradentes. Eles reclamaram do piso salarial dos professores e gritaram "Pimentel traidor". (Felipe Frazão, de São Paulo)
Fonte:http://veja.abril.com.br/noticia/brasil


Share:

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Com medo de novos protestos, militância Dilmista acampa hoje na frente do Congresso

O que vai acontecer quando o povo brasileiro, verde e amarelo for acampar na frente do congresso e ocupar Brasília? Lá estará certamente, além dos militantes governistas, Lulo/Dilmistas, a Força Nacional Bolivariana Brasileira e demais cupinchas para descer a lenha em quem paga seus impostos e só quer um país melhor? Todos esperam que não e que tanto o Congresso quanto as Forças Armadas estejam ligados no que vai começar a acontecer após o dia 21/04 em todo o Brasil.
REVEJA: Movimentos que levaram milhões às ruas, organizam 'Marcha para ocupar Brasília'
Ainda, um dado curioso sobre os 'manifestantes' Dilmistas que acampam na frente do Congresso, segundo Eduardo Cunha (PMDB), presidente da Câmara, a maioria é recrutado pelo PT e PCdoB nos arredores de Brasília ao custo de R$ 45 Reais por dia. Reveja Aqui.
Não se esqueçam que MST, FNL, CUT e outros levam juntos as bandeirolas da "Reforma Política" do PT e que mantém o sistema podre, e a do tal "Plebiscito da Constituinte" - Reveja Aqui.
SEM UMA PRESSÃO MAIOR, NADA MUDA
A maioria dos manifestantes são claros em seus comentários nas redes sociais: sem suor, sangue e lágrimas, algumas prisões, nada muda. Diz a maioria. A pressão a ser exercida pelo povo verde e amarelo após o dia 21/04 em todo o Brasil se acumulando gradativamente e se concentrando em Brasília, com movimentos paralelos por quase todas as cidades só terá um fim: ou muda ou vai ter guerra civil. Dizem vários dos internautas que participam dos manifestos. A própria militância petista está rachada e não acredita mais nas promessas do governo, exceto por meia dúzia de diretores sindicais, do MST, CUT, UNE FNL (Como nas fotos) e outros.
ACAMPAMENTO DOS MILITANTES GOVERNISTAS - (MANDARAM O FNL, 'TERCEIRIZADO DO MST, PARA FAZER FRENTE EM DF?)
***Integrantes da Frente Nacional de Luta (FNL), do Tal Zé Rainha e 'lideranças' indígenas estão acampados no gramado do Congresso Nacional, na área central de Brasília, desde terça-feira (14) em protesto por reforma agrária e demarcação de terras indígenas e quilombolas.
De acordo com a Polícia Militar, havia quase 2 mil militantes no local.
Share:

PT e militância fazem campanha contra o Juiz Moro

A operação petista para abafar o escândalo do Petrolão e sua repercussão perante o governo Dilma e a base aliada no Congresso Nacional já entrou na sua segunda fase. Depois de se considerarem vitoriosos na invasão a Assembleia Legislativa, agora partem para a desqualificação pura e simples do juiz federal Sergio Moro, o paranaense que coordena a Operação Lava-Jato, mandou prender mais de 40 empreiteiros, doleiros e ex-diretores da Petrobras, já condenou alguns e outros ainda estão para fazer a delação premiada, entregando mais políticos ligados ao petismo.

A desqualificação corre solta nas redes sociais, principalmente no Facebook e Twitter, patrocinada pela 'militância' e por lideranças petistas. "Primo de Sergio Moro financiou campanha do tucano Beto Richa", "Sergio Moro é casado com advogada do PSB", "juiz e deputado do PSDB em conluio", "mulher de Moro trabalha para o PSDB", "Sergio Moro afronta decisão de Teori Zavascki".

Todas as postagens foram reproduzidas por sites, portais e blogs patrocinados pelo governo federal. O ex-deputado Dr; Rosinha (PT-PR) é quem mais tuíta e retuíta os ataques a Moro que além do Paraná, são postados desde Brasília, Rio Grande do Norte, Bahia, São Paulo e outros estados.
Share:

Valeu guerreiro Gil Cametá


O povo de Cametá se despediu de um esportista muito querido da região. Valeu guerreiro Gil Cametá, que você configure agora na história do esporte, do futebol cametaense. Fique com Deus.
Share:

domingo, 19 de abril de 2015

Ministro da Justiça de Dilma diz que tentativa de impeachment é “patética”

 
Diante da ofensiva da oposição em busca de embasamento jurídico para um pedido de impeachment, a presidente Dilma Rousseff decidiu reagir. Ela ordenou que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo; o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, e o procurador-geral do Banco Central dessem entrevista para contrapor o principal argumento que passou a ser usado pelos adversários: a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU), que entendeu esta semana que a equipe econômica fez manobras que descumpriram a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) nos últimos dois anos.
A  AGU entrou com um embargo no TCU para tentar mudar o voto do ministro José Múcio Monteiro, aprovado por unanimidade na Corte, argumentando que não houve contraditório e que a União não foi ouvida.
O ministro da Justiça classificou a tentativa da oposição como “lamentável” e fez críticas diretas ao senador Aécio Neves (PSDB-MG. O tucano afirmou, anteontem, que, caso seja confirmada a responsabilidade de Dilma nas “pedaladas”, dará força ao pedido de impeachment. Para Cardozo, Aécio está se aproveitando de um momento político e econômico delicado. Segundo o ministro, as manobras foram legais e vêm sendo usadas desde 2001, tanto no governo Fernando Henrique quanto no governo Lula.
O PSDB reagiu, destacando que Cardozo estaria agindo como militante do PT:
“À beira de um ataque de nervos, o ministro da Justiça convocou mais uma vez a imprensa para cumprir suas tarefas como militante do PT. As graves e reiteradas denúncias que vêm sendo feitas ao seu governo não partem da oposição, e sim do Tribunal de Contas da União e de órgãos públicos de fiscalização que cumprem o importante papel de lembrar ao Palácio do Planalto e ao PT que o Estado brasileiro pertence aos brasileiros e é regido por leis que a presidente Dilma e seus ministros precisam respeitar”.
Share:

Remo vence Paysandu e está na final da Copa Verde 2015

Antes da bola rolar, nas arquibancadas, o clima para o clássico entre Remo e Paysandu, pela partida de volta da semifinal da Copa Verde, era de desconfiança do lado azulino e total animação do lado bicolor. Porém, bastou o apito do árbitro para as coisas mudarem. O Leão foi melhor durante os 90 minutos, fez 2 a 0 e conseguiu levar a decisão para o pênaltis. Nas cobranças, os remistas tiveram 100% de aproveitamento e garantiram a vaga na final da Copa Verde.

Remo foi melhor e garantiu vaga na final (Foto: Dedé Mesquita)
                                                                                                                                 (Foto: Dedé Mesquita)
O primeiro gol da partida foi marcado por Dadá, aos 40 minutos, após um belo chute de fora da área, sem defesa para o goleiro Emerson. Na etapa final, aos 41 minutos, os remistas fizeram o segundo com Silvio, após rebote do goleiro Emerson. Nos pênaltis, o meia Carlinhos foi o único a perder sua cobrança e o Leão venceu por 5 a 4.
Agora, o Leão vai enfrentar o Cuiabá na final da Copa Verde, com o primeiro jogo sendo no Mangueirão, em Belém, dia 29, e a grande decisão na Arena Pantanal, no Mato Grosso, dia 6 de maio. Lembrando que o campeão da competição ganha direito a disputar a Copa Sul-Americana 2016.

Fonte: www.globoesporte.globo.com/pa

Share:

Foragido da justiça é preso em Cametá, PA

As Polícias Civil e Militar do município de Cametá, no nordeste do Pará, capturaram Valdir Nunes dos Santos, conhecido como “Ninja Branco”. Ele já é condenado pela Justiça do Pará a mais de 30 anos de prisão por envolvimento em diversos roubos no estado. Ele estava na condição de foragido. A informação foi divulgada no sábado (18).
A prisão de Valdir Santos é resultado de dois meses de investigações. De acordo com o delegado Fernando Pereira, ele foi encontrado no bairro da Marambaia, e já responde a diversos processos por roubo nas comarcas de Abaetetuba, Moju e Ananindeua. Segundo os policias, o condenado estava planejando assaltos no municípios.

Fonte: Do G1 PA
Share:

sábado, 18 de abril de 2015

Deputado Zé Geraldo PT-PA diz: “Moro não pode mandar no país".



ZeGeraldo_Moro
O o deputado Zé Geraldo PT-PA afirmou (em discurso na última quarta-feira 15) que:

ou reagimos contra este poder paralelo que vem trabalhando fortemente para desestabilizar nossa democracia, orquestrado pela Rede Globo – que lembremos, já apoiou a ditadura-, por parte de setores do Judiciário e pelos partidos derrotados na última eleição,
ou o País pode chegar ao caos institucional”.
O deputado se referiu também ao juiz Sérgio Moro, dizendo que um juiz de primeira instância não pode mandar no país.
“Ainda mais sabendo que este mando está firmado sobre uma coalizão informal que empurra o país a um abismo sem fim”, disse.
“Sob a desculpa de investigar atos de corrupção, uma operação sem fim vem causando prejuízos enormes ao país, quebrando empresas, produzindo um exército de desempregados e desfalcando dia a dia um dos nossos maiores patrimônio, a Petrobras”, completou.


Share:

Fachin: novo ministro indicado por Dilma para o Supremo é um socialista que votou no PT

Após receber uma ligação do ministro da JustiçaJosé Eduardo Cardozo. Na curta conversa, ouviu os parabéns e um pedido de sigilo. Fachin era o escolhido da presidente Dilma Rousseff para a vaga no Supremo Tribunal Federal aberta com a aposentadoria do ministro Joaquim Barbosa, em julho de 2014. Fachin bateu na trave várias vezes. A bola voltava porque ele sempre foi próximo de movimentos sociais. Ele é um aguerrido defensor de direitos humanos, direitos das minorias e reforma agrária em 2006, Lula o rejeitou por considerá-lo esquerdista demais.
Ele ainda para ser ministro terá de sobreviver à sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e ser aprovado pelos senadores em plenário. Com um Senado abertamente hostil a Dilma.

Fonte: Revista Época

Share:

Veja alista dos 54 envolvidos até agora na "Lava Jato"

Fonte: noticias.r7.com/brasil
Share:

Entenda como João Vaccari destinadava a propina ao Partido dos Trabalhadores

Uma linha da investigação aponta para negócio lucrativo que Marice realizou com a OAS. Ao comprar um apartamento Bancoop da empreiteira ela lucrou 100% em apenas um ano - adquiriu o imóvel por R$ 200 mil e o vendeu um ano depois por R$ 432 mil para a própria empreiteira.
A força-tarefa da Lava Jato vê "caráter fraudulento" na transação. Os procuradores da República e a PF suspeitam que o negócio "serviu para ocultar e dissimular a origem ilícita dos recursos, tratando-se de possível vantagem indevida paga pela OAS a João Vaccari Neto".
Marice, segundo informa o pedido de prisão, "funcionava como uma auxiliar de João Vaccari Neto para operacionalizar a propina destinada ao Partido dos Trabalhadores". Os investigadores acreditam que a cunhada "recebia vantagens indevidas destinadas a Vaccari".


Agência Estado

Share:

sexta-feira, 17 de abril de 2015

A cada dois anos é preso um tesoureiro do PT

Primeiro veio à tona o escândalo do mensalão, em 2005, que teve como um dos protagonistas o tesoureiro do partido, Delúbio Soares. Em 2013, após o julgamento do esquema, ele foi preso. O mesmo cenário se repetiu com o seu sucessor, João Vaccari Neto. Envolvido no esquema de corrupção na Petrobras, investigado na Operação Lava Jato, Vaccari foi parar na cadeia.
A estratégia era repetir o que ocorreu com Delúbio, mas Vaccari não quis personificar os problemas. Delúbio assumiu a culpa sozinho. Disse que arrecadava além do que era contabilizado e que fazia os repasses aos deputados comprados pelo governo.
Com toda culpa nas costas, em 2006, ano seguinte à revelação do escândalo, ele foi expulso do partido. Em 2013, após o julgamento da ação do mensalão, que o condenou a seis anos e oito meses de prisão, Delúbio foi preso e hoje cumpre o restante da pena em casa.

Fonte: brasilpost.com.br
 
Share:

A Escola de Defesa da nação Bolivariana (Unasul) começa a funcionar este mês

Criada em 2008, a Unasul  tem como objetivo de centro de estudos é articular iniciativas de capacitação de civis e militares na área de defesa e segurança regional. O acordo foi firmado durante o governo do PT e é composta pelos países: Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela. 
O novo centro de estudos funcionará na cidade de Quito, capital do Equador, onde fica a sede da Unasul, e será chefiado pelo brasileiro Antônio Jorge Ramalho, assessor especial do Ministério da Defesa e diretor do Instituto Pandiá Calógeras, ligado à pasta.  
De acordo com Antônio Jorge Ramalho, a instituição "visa a formar civis e militares que vão conduzir as políticas de Defesa" da Unasul. 
A Unasul terá três órgãos deliberativos: Conselho de Chefes de Estado e de Governo, Conselho de Ministros de Relações Exteriores e Conselho de Delegados.
 As reuniões de chefes de estados e de governo da Unasul ocorrerão uma vez por ano. Os encontros do Conselho de Ministros de Relações Exteriores ocorrerão semestralmente.

Outras propostas em discussão:

- Criação de um Conselho de Defesa da América do Sul;

- Criação de um Parlamento único;

- Criação de uma moeda única;

- Criação de um banco central para a comunidade.

Share:

Ministro da Justiça de Dilma é convidado a depor em CPI do HSBC


A Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga as contas secretas no banco HSBC na Suíça aprovou, nesta quinta-feira, requerimento de convite ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para prestar depoimento à comissão.
Na última quarta-feira, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou convite para que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, esclareça os acordos de leniência com empresas envolvidas na Operação Lava Jato .
Na audiência, marcada para as comissões de Fiscalização Financeira e Controle e de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, Cardozo deverá falar sobre as reuniões que manteve com advogados dessas empreiteiras. Os encontros não constavam da agenda oficial do ministro.
Share:

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Relação com o PT não interfere na indicação de Fachin ao STF


O advogado e professor de direito civil, Luiz Edson Fachin, teve sua indicação para ocupar uma cadeira no Supremo Tribunal Federal (STF) ameaçada por uma suposta relação com o PT e com movimentos sociais.
Durante o período de escolha do substituto do ex-ministro Joaquim Barbosa, surgiram rumores sobre a ligação do nome do advogado à Central Única dos Trabalhadores (CUT) e ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).
eu nome foi ventilado pelo então ministro - e hoje presidente da Corte - Ricardo Lewandowski. Na ocasião, o advogado paranaense se reuniu com a presidente Dilma Rousseff, já os peemedebistas anunciaram previamente que iriam barrar no Senado um candidato com "digital petista". Na lista, o PMDB incluía o nome de Fachin que conta com apoio da senadora Gleisi Hoffmann (PT) e de seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, ambos do Paraná.
Fachin tem 57 anos, é advogado especializado em direito de família, ramo do direito civil, e faz parte do conselho executivo do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM). Formado pela Universidade Federal do Paraná e mestre e doutor pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Fundou em 2006 a banca Fachin Advogados Associados, especializada em arbitragem.

Fonte: r7.com
Share:

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Terceirização é derrota da esquerda e do PT

Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho, é uma das principais lideranças sindicais no Congresso. Deputado federal pelo PT desde 2003, filiou-se em 1977 ao Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo e Diadema. Frustrou-se, como muitos sindicalistas, com a aprovação, na última quarta-feira 8, do texto-base do Projeto de Lei 4330/04, que libera a terceirização de trabalhadores em toda a cadeia produtiva.
Vicentinho admite, com poucas palavras, que o PT e a esquerda saíram da votação historicamente derrotados. Ele próprio padece de dupla derrota: além de assistir à flexibilização de direitos trabalhistas, viu engavetado seu projeto que regulamentava as mesmas terceirizações. “A minha proposta não permitia que as atividades-fim fossem terceirizadas [...] Agora pode terceirizar até a alma.” O deputado comenta a entrada do vice Michel Temer na articulação política, isenta o governo e atribui a derrota de quarta ao perfil conservador do Congresso: “O fato é que a bancada de 80 parlamentares ligados a causas trabalhistas caiu para 50. Entraram no lugar empresários e fazendeiros”.

Fonte: http://www.cartacapital.com.br/economia
Share:

Tesoureiro do PT João Vaccari é preso, o chefe está próximo

A Polícia Federal prendeu nesta quarta-feira o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, em mais uma fase da operação Lava Jato, que investiga esquema bilionário de corrupção envolvendo a Petrobras, empreiteiras e partidos políticos, informou a mídia nesta quarta-feira.
Em nota, a PF informou que foram cumpridos um mandado de busca e apreensão, um mandado de prisão preventiva, um mandado de prisão temporária e um mandado de condução coercitiva na 12ª etapa da operação.
De acordo com veículos de comunicação, Vaccari foi preso em casa, em São Paulo, e será levado pela PF para Curitiba, onde estão concentradas as investigações da Lava Jato.
Vaccari responde a processo relacionado à Lava Jato sob acusação de receber doações para o PT oriundas de propinas pagas por empreiteiras para a obtenção de contratos com a Petrobras.
Segundo o Ministério Público Federal, o tesoureiro do PT tinha conhecimento da origem ilícita das doações. Vaccari e o partido negam as acusações.
Em depoimento à CPI da Petrobras na semana passada, Vaccari negou ter tratado das finanças do partido com executivos da Petrobras investigados no caso de corrupção na estatal, além de afirmar mais de uma vez que não cuidou da parte financeira da campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff.

Fonte: Agencia Reuters
Share:

Ministério da Cultura dará R$ 14,4 milhões para "Museu de Lula"


O Ministério da Cultura será o principal financiador de um museu em São Bernardo do Campo (SP) que pretende contar a história dos trabalhadores do Grande ABC - e que deve dar destaque às atividades do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como líder sindical na década de 1970.

O Museu do Trabalho e do Trabalhador deve custar 18 milhões de reais - dos quais 14,4 milhões de reais sairão do governo federal. Outros 3,6 milhões de reais serão bancados pela Prefeitura de São Bernardo. O anúncio do início das obras será feito nesta sexta-feira, com a presença da ministra da Cultura, Ana de Hollanda.
Fonte: http://www.folhapolitica.org
Share:

FMI: Brasil e Venezuela devem puxar desaceleração de PIB da América Latina

Share:

O povo na direção e a oposição sem direção.

Principal partido de oposição, o PSDB rachou sobre a proposta de entrar formalmente com um pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Enquanto a bancada da Câmara dos Deputados defende que a legenda tome a frente desse debate, a do Senado é contra levantar essa bandeira. A ideia também divide a Executiva nacional da legenda.

 Segundo um integrante da Executiva do partido, os deputados estão “radicalizando” por sentirem mais a pressão das ruas e temerem que outro partido de oposição assuma o protagonismo desse movimento. 

Nesta terça, ele afirmou que o PSDB ainda não tomou uma decisão, mas estuda a possibilidade de entrar com um pedido. “Nós estamos discutindo absolutamente todas as alternativas. Mas não existe uma posição, até este momento pelo menos, de o PSDB de protocolar institucionalmente o pedido de afastamento da presidente”, disse.
Share:

O PT está surdo para as manifestações das ruas.


O Movimento Corrente do Bem, um dos principais rosto dos movimento em Belém, juntamente com outros grupos como Movimento Pará Livre, Reage Brasil e Vem Pra Rua Belém. Têm como objetivo central do atacar o desgoverno da presidente Dilma, como também os escândalos de corrupção que assolam o país. O movimento exige rigor nas investigações das empresas envolvidas no Lava Jato, e a investigação da presidenta Dilma, ainda que seja para confirmar que ela não tem nada a dever ao seu papel como presidenta da República.
Pedrinho Donato uns dos coordenadores do movimento afirma que há vários pedidos, via impeachment, e já existe o desejo de que seja investigada por crime comum no Supremo. Ninguém pede condenação, mas investigação! Agora, se for investigada sem privilégio, e se provar que nada aconteceu, ela não deve ser punida. Queremos que seja investigada, simplesmente isso. Ela deve ser julgada e investigada, pelo Supremo hoje.
João Paulo, um dos manifestante do dia 12, diz também que ela pode ser investigada sim! Existem ações de crime comum, que não são limitadas ao mandato anterior, mas não sabe dizer o porque da blindagem. Nós queremos tratamento igual para as pessoas. Se alguém rouba um pedaço de pão, é investigado e punido. Por que os políticos e presidente não podem ser investigados? conclui João.
Ana Julie, estudante se diz revoltada sobre FIES. Julia diz que não vai estudar este semestre pois não conseguiu renovar o FIES. 
Share:

terça-feira, 14 de abril de 2015

CGU esperou eleição para denunciar suborno do PT, diz delator.

A CGU (Petrobras, mas esperou até novembro, quando as eleições já haviam acabado, para abrir um processo contra a companhia holandesa. A informação foi publicada nesta terça-feira (14) em uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo.
Controladoria-Geral da União) recebeu entre agosto e outubro a denúncia de que a SBM Offshore teria pago propina para fechar contratos com a
Para o ex-diretor da SBM e delator do esquema, Jonathan David Taylor, com a demora, a CGU procurou evitar o impacto negativo das acusações na campanha do PT e de Dilma Rousseff.
Já o órgão brasileiro justificou à publicação que demorou para abrir o processo contra a empresa porque apenas em novembro teria sido possível reunir materiais suficientes para efetivar a denúncia.
A companhia holandesa confessou ter pago US$ 139 bilhões de propinas à Petrobras. A empresa tenta atualmente fechar um acordo de leniência com a Controladoria para colaborar com as investigações em troca de se livrar das punições e continuar realizando negócios no país.

Fonte: Exame.com
Share:

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Cametá poderá ter curso de medicina.


A Cidade de Cametá foi pré-selecionada para criação do curso de medicina através de decisão do Governo Federal, que optou pelas regiões do Norte, Nordeste e Centro-Oeste, em que há menor proporção de vagas de graduação e médicos por habitantes. 
Segundo o ministro da Educação, Luiz Cláudio Costa, “o novo edital dá seguimento à política de expansão de vagas de graduação por meio do Mais Médicos, corrigindo assimetrias regionais no que se refere a proporção de médicos por habitantes e selecionando cidades com condições de atender os critérios de qualidade.”
Share:

Homem investigado por tráfico de drogas é preso em Cametá.


Um homem investigado pela Polícia Civil por tráfico de drogas foi preso em flagrante no município de Cametá, no nordeste do Pará. De acordo com informações divulgadas nesta segunda-feira (13) pela Polícia Civil, o suspeito é apontado como o responsável pela distribuição de drogas nos bairros Nova Cametá, Cidade Nova e Primavera.
A Polícia Civil informou que o homem foi abordado no momento em que comercializava entorpecentes em pontos de venda de drogas do município. Duas pedras de óxi que seriam vendidas pelo valor de R$ 500 cada foram apreendidas com o suspeito, segundo a Polícia, além de um aparelho celular, dinheiro da venda de drogas e uma motocicleta utilizada para a entrega dos entorpecentes.

Fonte: do G1 PA
Share:

Polícia acaba de prender o sobrinho de Lula com 6 Milhões.


Segundo informações da PM do Mato Grosso apreendeu um veículo com aproximadamente 06 MILHÕES de reais e muitas notas de R$ 100,00! E a princípio o dono do veículo é sobrinho do nada mais, nada menos que Lula. O dinheiro é do “abençoado” é assim que é chamado pelo apelido o dono do dinheiro que se chama José Silvan de Melo, tem 41 anos e é investigado pelo DENARC de Recife por envolvimento com o tráfico Internacional de drogas, roubos a bancos, lavagem de dinheiro e por ai vai.
José Silvan de Melo ofereceu R$ 500 mil aos policiais para ser liberado. Ele disse que é fazendeiro e comprador de gado.
Fonte: Jornal Sobrinho News (MT)
http://www.sobrinhonews.com.br

Fonte: http://rvchudo.blogspot.com.br/2015/04/sobrinho-do-lula-foi-preso-com.html

Fonte: http://alertarondonia.com.br/noticia/preso-com-milhoes-no-mt-nao-e-parente-do-ex-presidente,brasil,8480.html
Share:

Dilma e Facebook firmam parceria hoje.

A Presidente Dilma encontrou Mark Zuckerberg, fundador da rede social, na Cúpula das Américas, no Panamá neste final de semana, onde irá anunciar oficialmente uma parceria com o Facebook para ampliar a inclusão digital no país, criação de um controle maior por parte do governo. Segundo Dilma é visando ampliar o acesso à rede no Brasil.
Será?
Fonte: ThePanamaNews
Share:

domingo, 12 de abril de 2015

Cerca de 10 mil protestaram em Belém contra o PT.


 Centenas de milhares de pessoas saíram às ruas pacificamente neste domingo em 24 Estados e no Distrito Federal para protestar contra o governo da presidente Dilma Rousseff e a corrupção, em atos mais dispersos e com um número total menor de participantes em relação às manifestações realizadas em março. 
Em Belém do Pará, a Polícia Militar estima que aproximadamente 10 mil pessoas protestaram neste domingo, no segundo dia de manifestações em âmbito nacional contra o governo em menos de um mês. Os organizadores, porém, calcularam a participação de 1,5 milhão de pessoas a nível nacional, segundo dados compilados pela mídia local.
Além de pedir a saída de Dilma, os manifestantes também enalteceram o trabalho do juiz federal Sergio Moro, responsável pelo inquérito da operação Lava Jato, da Polícia Federal, que investiga um esquema de corrupção envolvendo a Petrobras, empreiteiras, partidos e políticos. Gritavam também palavras de ordem contra o PT e contra a pátria educadora midiática do governo federal.
Enquanto os protestos minguavam nas ruas segundo os militantes virtuais e a fanpage do Pt, militantes do PT e simpatizantes do governo Dilma Rousseff dominaram as redes sociais neste domingo.
Militantes do PT fizeram um Twittaço manifestando a sua contrariedade às manifestações deste domingo, e a hashtag #AceitaDilmaVez já era a mais citada.
O Palácio do Planalto disse que não comentaria os protestos deste domingo por não ter tido muita importância, ao contrário do que ocorreu em março, quando os ministros Miguel Rossetto, da Secretaria-Geral da Presidência, e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, foram escalados para comentar os protestos. 
O Movimento Corrente do Bem e Pará Livre e tinham em seus slogans o pedido de "impeachment já" e "Fora Dilma". 




Share:

Arquivo do blog

NÃO LISTA

Contato