This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Pesquisa aponta pré-candidatos a vereador mais citados em Cametá

Saiba quem seriam os 15 mais votados para vereador em Cametá ... O FOLHA divulga com exclusividade os nomes dos 20 mais lembrados pelos entrevistados para o cargo para vereador 2016. 
A pesquisa foi realizada em novembro de 2015 pelo IPEAM (Instituto de Pesquisa e Estatística do Amapá). foram entrevistadas 162 pessoas em 5 distritos e 145  pessoas na cidade de Cametá, totalizando 307 entrevistados. para este caso aplicou-se a pesquisa tipo espontânea, em que o entrevistado é requisitado a lembrar de cabeça o nome de sua intenção.


Vários nome foram citados na pesquisa mas não deverão ser pré-candidatos: Haroldo Martins (Dep. Estadual), Gerson Peres, Chapadinha (Dep. Federal) e  Emmanuel Cunha. Os nomes foram computados, mas foram colocados em "outros", junto com os que não alcançaram os vinte nomes mais citados.
Estão abertas 15 vagas para o legislativo para o ano de 2016, mais a pesquisa apontou 20 nomes mais citados no município.





Share:

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Dilma decreta perdão de natal a mensaleiro



Cametá acredite se quiser -  O STF (Supremo Tribunal Federal) extinguiu a pena do ex-presidente do PT José Genoino, condenado por corrupção ativa no processo do mensalão.A decisão foi tomada por unanimidade pelo STF, baseado no indulto natalino (Perdão de Natal) decretado pela presidente Dilma Rousseff. 

A presidente Dilma assinou decreto de indulto natalino que previa o perdão a todos os condenados do país que estivessem cumprindo pena em regime aberto ou em prisão domiciliar.

O petista é agora um homem livre. Ele poderá dormir fora de casa, votar, frequentar bares e não precisará mais comparecer periodicamente à Justiça.
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deu parecer favorável à extinção da pena de Genoino por considerar que o ex-parlamentar se enquadrava nos critérios previstos no decreto.



Segundo julgamento no Supremo, o mensalão foi um esquema de corrupção em que agentes do governo federal recebiam apoio no Congresso Nacional para votações de interesse do Executivo por meio de pagamentos mensais a partidos e políticos.
O caso terminou com 37 pessoas condenadas entre políticos e empresários. Entre os políticos condenados estão o ex-ministro chefe da Casa Civil José Dirceu, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e ex-presidente do PR Valdemar Costa Neto.
Enquanto isso o povo fica esperando por justiça, e o pobre fica esperando o sistema, onde muitos já até cumpriram suas penas e outros esperam julgamentos em regime fechado.
Esse é o sistema petista de dá exemplo e de governar, pois Dilma já previa esta brecha jurídica quando em dezembro de 2014, a presidente Dilma assinou decreto de indulto natalino que previa o perdão a todos os condenados do país que estivessem cumprindo pena em regime aberto ou em prisão domiciliar.
Share:

Éder Mauro na disputa para Prefeito em Belém dispara nas Pesquisas

Faltando pouco menos de um ano para as eleições municipais, os prováveis candidatos começam a se articular entorno de apoios para confirmar as candidaturas. Um dos primeiros da lista é o deputado federal, delegado Éder Mauro (PSD), que teve a pré-candidatura a prefeito de Belém lançada pelo presidente nacional do partido, Gilberto Kassab.

Éder Mauro foi o deputado federal paraense mais votado na última eleição com 265.983 votos. Como novo na vida politica já aparece nas pesquisas disparados, tem se destacado pela defesa de temas polêmicos como a redução da maioridade penal, do qual tem sido um dos principais articuladores.




Espontânea 


Estimulada


Na pesquisa do Professor Edir Veiga, um dos melhores pesquisadores do norte do Brasil no assunto, ficaria desse jeito.

Espontânea

[01] Eder Mauro               -5.4%
[02] Edmilson                   -6.5%
[03] Dr.Wanderlan           -0.3%
[04] Prof. Simão               -1.1%     
[05] Regina Barata          -1.3%
[06] Zenaldo                       -2.9  
[99] NS/NR                       77.6%
[88]OUTRO                        1.4%
BRANCO/NULO              -5.6%

Estimulada

[01] Eder Mauro        -29.4%              
[02] Edmilson            -28.1%
[03] Dr.Wanderlan -   2.9%
[04] Prof. Simão    -     1.1%               
 [05] Regina Barata-    1.3%
[06] Zenaldo-                 8.5%
[07] B/N                     -   12.5%
[99] NS/NR              -     15.7%
[88] Outro:               -       0.6%


Share:

domingo, 27 de dezembro de 2015

Waldoli Valente lidera todas as pesquisa para prefeito em Cametá

Cametá - O ex-prefeito Waldoli Valente, lidera a intenção de voto espontânea na pesquisa realizada no mês de novembro nos cinco maiores distritos de Cametá e na cidade, caso as eleições para prefeito fosse realizado hoje, mostra pesquisa realizada e divulgada neste sábado, 26.

O democrata recebeu 19% das intenções mesmo não podendo atualmente se candidatar. Em segundo lugar, aparece o atual prefeito Iracy Nunes (PT), com 11%, seguido por professor Pedro Chaves (PRB) e Cândido (PSB) ambos com 4%, Emmanuel Cunha e Pompeu (PR) com 3%.
Brancos e nulos totalizaram 11%, enquanto 38% dos entrevistados se disseram "indecisos".


 Voto estimulado
Dois cenários apresentados pela pesquisa de intenção de voto estimulada.
No primeiro cenário, Waldoli Valente (DEM) seria votado por 25% dos entrevistados, contra 15% Iracy Nunes (PT), 9% de Pedro Chaves (PRB), Dr. Hugo Brito (PHS) 5%, Pompeu (PR) 4%, João Batista (PDT) 3% e Itaparica (PSOL) 2%.

No segundo cenário, Waldoli Valente (DEM) seria votado com 29% dos entrevistados, Iracy Nunes concorrendo pelo PT ficaria 20%, Dr. Hugo (PHS) ficaria em terceiro lugar com 7% das intenções de voto, seguido por Cândido (PSB) 6% e pelo PDT João Batista 3%.


Foram entrevistadas 162 pessoas em 5 distritos e 145  pessoas na cidade de Cametá, totalizando 307 entrevistados entre os dias 20 a 28 de Novembro  de 2015.

Rejeição

Os que pontuaram na rejeição foi o atual prefeito com 55% NÃO votariam em Iracy Nunes (PT), 24% NÃO votaria em Waldoli Valente (DEM), 8% disseram não saber, 4% NÃO votaria no atual vice Prefeito (Bada), 3% NÃO votaria em Pompeu (PMDB), 2% NÃO votaria no Prof. Pedro Chaves (PRB) e 1% ambos Emmanuel Cunha e Cândido (PSB) seria rejeitados segundo pesquisa.
A margem de erro é de 4,0 pontos porcentuais, com 90% de nível de confiança. Isso significa que, em 10 pesquisas feitas com a mesma metodologia, 9 terão resultados dentro da margem de erro prevista pelo IPEAM (Instituto de Pesquisa e Estatística do Amapá).
Share:

Preço da Balsa do Meruú dispara neste final de ano



A ARCON aprovou os novos valores das tarifas do serviço de transporte hidroviário do Estado do Pará da travessia do rio MERUÚ, a agencia fixou em 21,45% (vinte e um inteiros e quarenta e cinco centésimos percentuais), para atualização das tarifas do serviço de transporte hidroviário de balsa da travessia do Rio Meruú, só que na pratica o aumento foi de cerca de 50%, a passagem média era de cerca de R$ 12,00 (doze Reais) agora está em torno de R$ 18,00 (Dezoito Reais). O valor não condiz com o serviço oferecido que é de péssima qualidade, a atravessia leva em média 10 minutos, o rio Meruú tem quase 500 metros de largura, só pra comparar a balsa do Arapari custa em média 40 (Reias) para atravessar para Belém, uma viagem que é de 45 minutos a uma hora em média.

O povo que utiliza este serviço pensava que com a construção da ponte sobre o Miri, iria ter uma despesa menor, mas o que se ver é que em menos de um ano a passagem de veículos aumentaram cerca de 100% percentual muito acima da inflação. 
Share:

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Professor da SEDUC de Cametá inova em suas aulas



No mês de novembro, na localidade de Joroca Grande, no município de Cametá, alunos do SOME realizaram nas dependências da Escola uma atividade experimental coordenada pelo Professor de Química, Paulo Roberto Almeida Tavares.


Os trabalhos apresentados foram: um destilador caseiro construído pelos alunos do 1º ano, teste de condutividade elétrica arquitetado pelos alunos do 2º ano e um protótipo de um biodigestor caseiro instalado pelos alunos do 3º ano.

Numa articulação entre teoria e pratica, a experimentação funciona como complementação no ensino de química, revela Paulo Tavares. 
"A própria essência da química revela a importância de introduzir este tipo de atividade aos alunos, esta ciência se relaciona com a natureza, sendo assim os experimentos propiciam ao estudante uma compreensão mais científica das transformações que nela ocorrem".

Para o professor, o teste de condutividade elétrica, ajuda o aluno compreender o porquê que algumas soluções aquosas conduzem corrente elétrica e outras não apresentam a mesma propriedade. Ajuda também a compreenderem os riscos de tomar banhos em rios durante as chuvas com raios. Sabe-se que a água por si só é pouco condutora de eletricidade, porém, nas águas dos rios existem várias substancias dissolvidas. Isto pode aumenta a sua capacidade de conduzir corrente elétrica.

O trabalho inovador realizado nas ilhas condiz com excelente trabalho realizado pelos professores do SOME/2 URE. São muitos os trabalhos realizados sem apoio governamental.

Para o Prof. Pedro Chaves o trabalho é um exemplo de inovação, como afirma o próprio professor Paulo Tavares: "É importante sair do tradicionalismo, o aluno de hoje precisa aprender a pensar".
Share:

Governo elabora projeto para produção do açaí em Cametá e no Pará


As secretarias estaduais de Desenvolvimento Econômico (Sedeme), de Agricultura e Pesca (Sedap) e de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet) estão desenvolvendo um projeto para articular ações efetivas de estruturação e fortalecimento da cadeia produtiva do açaí, em parceria com o Sinqfarma, Sebrae Pará, Fiepa e Embrapa, entre outras instituições. O foco é a industrialização do segmento, que só no ano passado produziu 1.011.685 toneladas, a partir de uma política pública específica que estimule a ampliação do plantio, inovação e pesquisa. 
‘’O governador Simão Jatene está decidido a criar uma política pública exclusiva para a cadeia produtiva do açaí, buscando ampliar a produção, seja do açaí de várzea como do irrigado, além de investir em pesquisa e tecnologia e indução e apoio à industrialização’’, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Adnan Demachki, coordenador do trabalho, logo após a nova rodada de reuniões entre representantes do governo estadual, indústrias processadoras de açaí e instituições parcerias, realizada no último dia 4, da sede da Sedeme, em Belém.
O encontro ocorreu menos de um mês depois da criação dos quatro Grupos de Trabalho, instituídos para discutir e propor iniciativas práticas necessárias para estruturar a cadeia, aumentando a produção do fruto na várzea e em terra firme, com uso de tecnologia de irrigação, passando pela capacitação e treinamento, sobretudo de pequenos produtores, até o beneficiamento e comercialização do produto final, englobando nessa etapa pequenos, médios e grandes produtores. A proposta é multiplicar o projeto piloto, expandindo-o para outras fruticulturas e regiões do Estado.
“O Pará possui grande potencial de crescimento em muitas culturas. Podemos citar o cacau e o abacaxi, só para dar alguns exemplos. Por isso é necessário montar estratégias para estruturar estas cadeias’’, frisou Demachki, lembrando que além de fortalecer a cadeia do açaí, a ação estimula a economia regional, com o objetivo de gerar emprego e renda tanto para a população rural como urbana.
Maior produtor nacional do fruto, o Pará tem na lista de municípios campeões na geração do açaí Ponta de Pedras, Anajás e Afuá, seguidos por Igarapé-Miri, no Baixo Tocantins, e ainda Abaetetuba, Bujaru, Cametá e Limoeiro do Ajuru. Entre as proposições levantadas, até então, o destaque vai para o avanço da produção irrigada do açaí em terra firme, o que necessita de tecnologia, energia e melhoramento genético das sementes do fruto. Além disso, observou o titular da Sectet, Alex Fiúza, há a necessidade de redirecionar os editais tecnológicos para a industrialização da cadeia.
Fonte: Agência Pará de Notícias
Share:

Cacaio vai comandar o Cametá no Parazão 2016



Depois de não renovar com o Remo, o técnico Cacaio acertou com o Cametá para comandar a equipe no Campeonato Paraense. A informação foi confirmada à reportagem do GloboEsporte.com pelo vice-presidente do Mapará, Antônio Sassim, na tarde desta sexta-feira, dia 4.
– Acertamos com o Cacaio hoje (sexta-feira, dia 4). Ele vai comandar o time no Campeonato Paraense. Já estamos vendo alguns jogadores que estiveram conosco ano passado, como o goleiro Evandro, o zagueiro Tonhão e o lateral-esquerdo Souza. Tem os da base também – disse o dirigente.
No Rio de Janeiro, o treinador também falou sobre a negociação com o time do interior e confirmou o inicio dos trabalhos para o dia 2 de janeiro.
– Fiquei muito agradecido ao Cametá pelo convite. Volto com a missão de conquistar os objetivos que foi traçado, que é o título estadual e a vaga na Série D do Brasileiro. Nossa apresentação será dia 2, e espero até lá estar com o elenco quase fechado – declarou.
fonte: GloboEsporte.com
Share:

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Leia na integra: Carta de Temer que marca o fim da era PT


São Paulo, 07 de Dezembro de 2.015.
Senhora Presidente,
"Verba volant, scripta manent" (As palavras voam, os escritos permanecem)
Por isso lhe escrevo. Muito a propósito do intenso noticiário destes últimos dias e de tudo que me chega aos ouvidos das conversas no Palácio.
Esta é uma carta pessoal. É um desabafo que já deveria ter feito há muito tempo.
Desde logo lhe digo que não é preciso alardear publicamente a necessidade da minha lealdade. Tenho-a revelado ao longo destes cinco anos.
Lealdade institucional pautada pelo art. 79 da Constituição Federal. Sei quais são as funções do Vice. À minha natural discrição conectei aquela derivada daquele dispositivo constitucional.
Entretanto, sempre tive ciência da absoluta desconfiança da senhora e do seu entorno em relação a mim e ao PMDB. Desconfiança incompatível com o que fizemos para manter o apoio pessoal e partidário ao seu governo.
Basta ressaltar que na última convenção apenas 59,9% votaram pela aliança. E só o fizeram, ouso registrar, por que era eu o candidato à reeleição à Vice.
Tenho mantido a unidade do PMDB apoiando seu governo usando o prestígio político que tenho advindo da credibilidade e do respeito que granjeei no partido. Isso tudo não gerou confiança em mim, Gera desconfiança e menosprezo do governo.
Vamos aos fatos. Exemplifico alguns deles.
1. Passei os quatro primeiros anos de governo como vice decorativo. A Senhora sabe disso. Perdi todo protagonismo político que tivera no passado e que poderia ter sido usado pelo governo. Só era chamado para resolver as votações do PMDB e as crises políticas.
2. Jamais eu ou o PMDB fomos chamados para discutir formulações econômicas ou políticas do país; éramos meros acessórios, secundários, subsidiários.
3. A senhora, no segundo mandato, à última hora, não renovou o Ministério da Aviação Civil onde o Moreira Franco fez belíssimo trabalho elogiado durante a Copa do Mundo. Sabia que ele era uma indicação minha. Quis, portanto, desvalorizar-me. Cheguei a registrar este fato no dia seguinte, ao telefone.
4. No episódio Eliseu Padilha, mais recente, ele deixou o Ministério em razão de muitas "desfeitas", culminando com o que o governo fez a ele, Ministro, retirando sem nenhum aviso prévio, nome com perfil técnico que ele, Ministro da área, indicara para a ANAC. Alardeou-se a) que fora retaliação a mim; b) que ele saiu porque faz parte de uma suposta "conspiração".
5. Quando a senhora fez um apelo para que eu assumisse a coordenação política, no momento em que o governo estava muito desprestigiado, atendi e fizemos, eu e o Padilha, aprovar o ajuste fiscal. Tema difícil porque dizia respeito aos trabalhadores e aos empresários. Não titubeamos. Estava em jogo o país. Quando se aprovou o ajuste, nada mais do que fazíamos tinha sequência no governo. Os acordos assumidos no Parlamento não foram cumpridos. Realizamos mais de 60 reuniões de lideres e bancadas ao longo do tempo solicitando apoio com a nossa credibilidade. Fomos obrigados a deixar aquela coordenação.
6. De qualquer forma, sou Presidente do PMDB e a senhora resolveu ignorar-me chamando o líder Picciani e seu pai para fazer um acordo sem nenhuma comunicação ao seu Vice e Presidente do Partido. Os dois ministros, sabe a senhora, foram nomeados por ele. E a senhora não teve a menor preocupação em eliminar do governo o Deputado Edinho Araújo, deputado de São Paulo e a mim ligado.
7. Democrata que sou, converso, sim, senhora Presidente, com a oposição. Sempre o fiz, pelos 24 anos que passei no Parlamento. Aliás, a primeira medida provisória do ajuste foi aprovada graças aos 8 (oito) votos do DEM, 6 (seis) do PSB e 3 do PV, recordando que foi aprovado por apenas 22 votos. Sou criticado por isso, numa visão equivocada do nosso sistema. E não foi sem razão que em duas oportunidades ressaltei que deveríamos reunificar o país. O Palácio resolveu difundir e criticar.
8. Recordo, ainda, que a senhora, na posse, manteve reunião de duas horas com o Vice Presidente Joe Biden - com quem construí boa amizade - sem convidar-me o que gerou em seus assessores a pergunta: o que é que houve que numa reunião com o Vice Presidente dos Estados Unidos, o do Brasil não se faz presente? Antes, no episódio da "espionagem" americana, quando as conversar começaram a ser retomadas, a senhora mandava o Ministro da Justiça, para conversar com o Vice Presidente dos Estados Unidos. Tudo isso tem significado absoluta falta de confiança;
9. Mais recentemente, conversa nossa (das duas maiores autoridades do país) foi divulgada e de maneira inverídica sem nenhuma conexão com o teor da conversa.
10. Até o programa "Uma Ponte para o Futuro", aplaudido pela sociedade, cujas propostas poderiam ser utilizadas para recuperar a economia e resgatar a confiança foi tido como manobra desleal.
11. PMDB tem ciência de que o governo busca promover a sua divisão, o que já tentou no passado, sem sucesso. A senhora sabe que, como Presidente do PMDB, devo manter cauteloso silencio com o objetivo de procurar o que sempre fiz: a unidade partidária.
Passados estes momentos críticos, tenho certeza de que o País terá tranquilidade para crescer e consolidar as conquistas sociais.
Finalmente, sei que a senhora não tem confiança em mim e no PMDB, hoje, e não terá amanhã. Lamento, mas esta é a minha convicção.
Respeitosamente,
\ L TEMER
A Sua Excelência a Senhora
Doutora DILMA ROUSSEFF
DO. Presidente da República do Brasil
Palácio do Planalto
Share:

sábado, 5 de dezembro de 2015

Muitos cametaenses não conseguem pagar conta de energia



A pesquisa aponta que 80% dos consumidores paraenses entrevistados estão endividados, segundo a Federação do Comércio. Estudo realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todo o Brasil revela que quatro em cada dez brasileiros inadimplentes (45%) não têm condições de pagar suas dívidas atrasadas em um intervalo de até três meses, em Cametá a energia chega já em média 25% da despesa de uma família.
"Eu não sei como ou se fico sem energia, quando vou na feira compro só o necessário." afirma Andrade morador do Bairro novo. 
O povo de Cametá sofre pela alta do preço da energia elétrica, muitos optam para o "gato" ou seja furtar energia, O que parece vantajoso para quem se utiliza desse recurso, na verdade é crime previsto em lei no artigo 155 do Código Penal. Embora seja crime muitos consumidores preferem correr o risco, pois alegam que não possuem renda para pagar a conta. "Minha energia era taxa, luz para todos pagava R$ 8,00, agora minha conta veio 53,46 e esta atrasada e o seguro defeso não veio, se cortarem minha luz não vou ficar se ela." revela seu Zé da estada da fazendinha. 
Share:

Crise afeta contratação de temporários no comércio cametaense



A queda deve ser de 40%, segundo (ACP). O estudo constatou que as medidas econômicas do governo federal de reajustes de preços do combustível e da energia elétrica impactaram diretamente no poder de compra do consumidor, reduzindo o consumo das famílias e, consequentemente, desaquecendo as atividades do comércio.
Por outro lado, entre os municípios levantados pela Junta Comercial do Estado do Pará (JUCEPA), com exceção da capital do estado, Belém, os demais municípios obtiveram resultados positivos no que se refere à abertura de estabelecimentos, com destaque para Santarém, com registro de 402 novas empresas, seguido por Marabá e Ananindeua, com 394 e 300 novos estabelecimentos abertos neste primeiro semestre, respectivamente.
Acrescenta-se ainda aos efeitos conjunturais sobre o Comercio Varejista o endividamento e a inadimplência das famílias. Acrescenta-se ainda aos efeitos conjunturais sobre o Comercio Varejista o endividamento e a inadimplência das famílias cametaenses.
O cartão de crédito foi apontado por 76,2% das famílias como sendo o principal tipo de dívida em junho de 2015, seguido pelo carnê (23,7%) e crédito pessoal (13,2%). O crédito consignado, comum entre aposentados e funcionário públicos, aparece como o quarto tipo de endividamento mais frequente nas famílias paraenses.
Share:

NÃO LISTA

Contato