This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

terça-feira, 26 de abril de 2016

Celibato na Igreja Católica tem se mostrado um desastre também no Pará



Três meses após ser afastado da Igreja - sob suspeita de ter engravidado três fiéis -, o padre mais famoso e carismático de Belém reapareceu em fotos românticas, com direito a beijo na boca e buquê de flores. O novo episódio envolvendo o padre Geffison veio à tona na noite desta segunda-feira (25), quando três fotos do religioso ao lado de uma mulher surgiram num grupo de WhatsApp. A Basílica de Nazaré, onde Geffison trabalhava, não negou e nem confirmou que o padre tenha largado a batina.

Será que a igreja perderá um excelente padre por causa de seu dogma? Perderá por amar uma mulher?

O celibato sacerdotal na Igreja Católica foi instituído no ano 451 no  concilio de Calcedônia, onde se proibiu o casamento de monges e virgens consagradas (XVI cânon), impondo por isso o celibato ao clero regular.  — portanto, a Igreja viveu quase quatro séculos sem ele.

Como diria Padre Vieira, “pelo costume, quase se não sente”. Adiante: o celibato é matéria apenas de interpretação, nada mais.

Quando se ler a Bíblia é claro observar que São Pedro tinha sogra. Sei que é obviamente claro e lógico, mas é de supor que tinha ou teve uma mulher: “E Jesus, entrando em casa de Pedro, viu a sogra deste acamada, e com febre. E tocou-lhe na mäo, e a febre a deixou; e levantou-se, e serviu-os”. Está em Mateus, 8:14-15.

Na Primeira Epístola a Timóteo, ninguém menos que São Paulo recomenda:
“Esta é uma palavra fiel: se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja. Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar. Não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento” (I Tim, 3:1-3).

Os defensores radicais do celibato pretendem dar a estas palavras um sentido diverso. Desculpem. Trata-se de forçar a barra. Na sequência, São Paulo não deixa a menor dúvida: “Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia. Porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?)” (I Tim, 3:4-5). Não quero ser ligeiro. Sei bem que há outras passagens que endossam o celibato. Mas fica claro que se trata de uma questão de escolha, sim, não de fundamento; trata-se de uma questão puramente histórica, não de revelação.

O celibato pode ter sido útil em tempos bem mais difíceis da Igreja. A dedicação exclusiva à vida eclesiástica pode ter feito um grande bem à instituição. Mas é evidente que se tornou um malefício, um perigo mesmo, fonte permanente de desmoralização. A razão é mais do que óbvia. A maioria dos padres, é possível, vive o celibato e leva a sério o seu compromisso.
Share:

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Moradores de Igarapé-Miri fecharam estrada hoje


Moradores do município de Igarapé-Miri, no nordeste paraense, farão uma manifestação na manhã de segunda-feira (25), contra a violência no município. 
De acordo com moradores, a população irá fechar a estrada da Marombinha, por volta das 8h30 de amanhã. Dois grupos estão sendo formados para participarem do ato. 
Os moradores detalham que irão enviar documentos ao Governo do Estado, quanto para a Prefeitura do Município, pedindo ações de segurança e que ambos possam cumprir sua parte. 
Caso não sejam tomadas providências, os moradores prometem fazer novas manifestações.
(DOL)
Share:

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Forças politicas se reúnem em Cametá


A indignação com a atual gestão municipal, a crise econômica e um NÃO a Waldoli Valente, tem motivado muita gente a participar da vida política de Cametá.

Em todo o Brasil e também em Cametá, as pessoas pedem mudanças de verdade. Lideranças cametaenses se mobilizam para formar um projeto para o futuro politico no município.

Empresários, profissionais liberais e líderes comunitários estão se reorganizando para não aceitar o passado nem o presente politico que assolaram o município de Cametá. Em reunião com os vários lideres partidário e liderança comunitária teve como objetivo de criar um movimento em defesa de Cametá! “Eu amo Cametá” decidiram entrar unidos na disputa para mudar a realidade da cidade e do interior. O momento é união das forças políticas, para tirar o PT e dizer um não ao retrocesso do ex prefeito Waldoli Valente.


Pois o povo cametaense clama por dias melhores, dias de paz e esperança.
Share:

terça-feira, 19 de abril de 2016

Prefeito de Cametá abandona o povo das Vilas

É impressionante a capacidade que o prefeito Iracy Nunes (PT), tem para fugir das responsabilidades junto à população do município de Cametá e das vilas.


Enquanto os problemas pipocam pelos quatro cantos de Cametá, com obras não iniciadas ou inacabadas, ou com produtores perdendo a produção pelo péssimo estado das estradas, ou pelas ruas esburacadas na cidade, e por ai vai, o prefeito montou em um cavalo de batalha para o seu novo-eterno sonho: ser novamente prefeito de Cametá.

Moradores de vila de Bom Jardim enviaram pelas redes sociais mais denúncia séria contra o prefeito de Cametá, onde reclamam da mobilidade e o total estado de abandono da estrada que liga a vila ao distrito de Carapajó.
O falido prefeito do PT mostrou mais uma vez que o que pouco importa para ele é o povo do interior. Com uma saúde sucateada, onde tem ambulância morando em oficinas, ambulancha sem combustível para socorrer quem mora nas ilhas, hospital sem medicamentos, esparadrapo, agulha, seringa e muito menos médico, até os médicos cubanos tão indo embora por falta de pagamentos.

Vila de Bom Jardim Cametá triste de mais ver essa imagem ....o pior de tudo que não temos nenhum prefeito que queira nosso bem, mas já tá chegando as eleições, e eu quero ver esse Iracio vim aqui pedir meu voto, fazendo falsas promessas. Disse um morador revoltado.

Esta semana já foram dois protestos realizados no Carapajó pelas comunidades de Bom Jardim e Porto Grande.


Nem os vereadores do PT tem autonomia de nada, a briga é ferrenha e ninguém faz nada. 
Share:

domingo, 10 de abril de 2016

Construção de creche divide opiniões no Juaba


Juabenses estão revoltados e com opiniões divididas sobre a construção da creche no campo de futebol, única fonte de lazer esportiva da vila, a obra faz parte do pacote de promessas do PAC, segundo moradores o campo seria liberado para construção da creche se o prefeito fizesse outro campo , mas como o acordo não foi cumprido a comunidade não aceitou nesta ultima semana o inicio da construção.





O Prefeito Iracy Nunes neste ultimo ano quer começar um canteiro de obra em Cametá, mas como começar algo que não vai acabar? São dezenas de obras paradas em todo município, inclusive a obra do posto de Saúde da vila de Juaba que não está nem na metade, obra esta que já faz mais de 3 anos. Populares dizem que a creche irá trazer beneficio para a comunidade, mas muitos acreditam que isso é só mais uma promessa de campanha, o descredito do prefeito é quase unanime na vila.

Querem tirar um lugar de lazer da população, para fazer creche depois de ter tantos lugares, para fazer isso e que a população não deixe mesmo, porque não vão terminar essa obra do jeito que tá o Brasil nessa crise, só vão destruir o campo e deixar a obra inacabada, se quiser mesmo mostrar serviço que procure outro lugar para fazer creche, não deixem que esses corruptos continue enganado, é por esse e outros corruptos que o Brasil tá desse jeito! Afirma Ciane Arnaud.


Para Rosidalva diz que é pertinente que se olhe para o projeto da creche com carinho, pois esta beneficiará toda a população da vila, no mais, situamos que a referida obra fica nas proximidades dos bairros mais periféricos da vila, bairros estes em crescimento bastante acelerados que necessitam de melhorias de infraestrutura e acesso aos serviços públicos, entre outros motivos é preciso que se faça uma análise melhor dos fatos.
Share:

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Porto Grande, uma vila abandonada



Porto Grande pede socorro! A vila está abandonada pelo poder público municipal. O infortúnio está em todas as áreas: estradas intrafegáveis, ruas e avenidas esburacadas, praças abandonadas, cemitério ninho de bandidos e trafico de drogas, quadra de esporte esquecida, e o caminho que leva a educação pública encontrasse precário, e serviços de saúde deficitários. Além da obra do PAC que não sairá este ano de 2016, o Posto de Saúde que esta inacabada ficará refém de promessas eleitoreiras futuras e com toda certeza será inaugurada, na gestão do próximo ou do mesmo gestor caso ele consiga se reeleger.
As promessas milagrosas de Iracy Nunes faz mais um aniversario, as promessas de campanha do pleito passado se transformaram em pesadelo assim que ele colocou a faixa de prefeito. O Prefeito de Cametá prometeu amparar os jovens, gerar empregos, desenvolver o município, apoiar o esporte, estimular a cultura e elevar a qualidade de vida da população. Fazer uma “Cametá justa e Feliz” Nada ainda aconteceu. 


Sem expectativas, sem oportunidade de trabalho e sem o prometido apoio, muitos jovens partiram em busca de oportunidades na cidade e até fora do Estado, e os que ficaram pouco podem esperar, pois a ociosidade e a falta de perspectivas é um campo fértil para a propagação do uso de drogas e prática de violência, situação que em Cametá hoje atinge índices alarmantes. Arruinada pela má gestão do prefeito, a vila de Porto Grande pede socorro!
Share:

NÃO LISTA

Contato