This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

domingo, 29 de maio de 2016

Falta merenda nas escolas dos distritos e ilhas de Cametá



Do início do ano letivo, até a presente data, cerca de 40% ou mais das escolas do município de Cametá estão sem o fornecimento de merenda escolar para os alunos. O problema ainda persiste em quase  todos ou senão em todas as escolas do interior. Estudantes da zona rural são os mais prejudicados.

Segundo o TCM, o processo licitatório é no valor de mais de 5 milhões de reais, mas não se ver o alimento nas escolas do interior e nas ilhas.

Sem merenda, algumas unidades de ensino anteciparam o horário de término das aulas, liberando os alunos mais cedo. Essa é a estratégia utilizada por muitas escolas das ilhas.

Os pais também lamentam a demora no fornecimento do lanche para os filhos. "Já são  mais de três meses sem merenda", disse a dona de casa Marluce Gomes. "Quem pode, dá dinheiro para o filho ou manda lanche, mas muitos não têm condições de comprar todos os dias".


O Folha tentou entrar em contato com a SEMED por e-mail e pelas redes sociais mas até o final da matéria não obteve resposta.
Share:

Medo: Cidadãos cametaenses estão trancados dentro das próprias residências


Há 30 anos,  a aposentada Maria Teles, 87, foi morar em Cametá,  o ato de se sentar em frente de casa era uma rotina. Nos fins de tarde, ela reunia as vizinhas para conversar e se distrair. Hoje, o “tempo bom” ficou no passado. “Aqui na Nova Cametá só Deus na causa” conta do Maria.

Agora, é assalto com frequência. Os cidadãos cametaenses estão trancados dentro das próprias residências”, reclama seu Gito. Ele lembra que, no ano passado, a sua filha, de 20 anos, foi roubada na rua onde mora duas vezes, em apenas 15 dias. Pela primeira vez denunciou o assaltante, o mesmo foi preso mas, no outro dia estava aqui na rua novamente, pela segunda deixei pra lá, melhor é pagar R$ 2 reais para os malandros quando passo que ir reclamar. “Está muito difícil de viver sem segurança em Cametá”. 
Share:

Justiça bloqueia bens de 13 vereadores de Marabá



A justiça determinou o bloqueio dos bens de 13 vereadores e ex-vereadores de Marabá por atos de improbidade relativos ao exercício financeiro de 2005 e 2006. Os vereadores, na época dos fatos, receberam o pagamento de diárias da Câmara Municipal sem comprovação da viagem. A Ação Civil Pública do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) estava prescrita e entrou-se apenas com o ressarcimento de danos, com pedido liminar de bloqueio dos valores devidos. As informações são de quarta-feira (25).

Segundo o MP, os vereadores e ex-vereadores são Adelmo Azevedo Lima, que recebeu R$ 111.270,41 em diárias em valor atualizado até abril de 2016, Ademar de Alencar Santos (R$ 73.346,24), Antônio Rodrigues Dias (R$ 29.383,39), Francisco Elton Gomes de Andrade (R$ 114.864,63), José Soares da Silva (R$ 72.398,00), Júlia Maria Ferreira Rosa (R$ 80.716,58), Leodato da Conceição Marques (R$ 109.890,29), Maurino Magalhães de Lima (R$ 71.273,41), Miguel Gomes Filho (R$ 84.651,23), Osvaldo Mutran Júnior (R$ 30.928,46), Ronaldo Alves de Araújo (R$ 68.503,73), Sebastião Ferreira Neto (R$ 54.413,95) e Vanda Régia Américo Gomes (R$ 84.352,25).

Os cálculos foram realizados pelo Grupo de Trabalho Interdisciplinar (GTI) do MPPA. A ação foi proposta pela 11ª Promotoria de Justiça de Marabá. A decisão judicial foi concedida pelo juiz de direito César Leandro Pinto Machado.

Fonte: G1.com
Share:

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Cinema Popular é exibido por alunos da rede pública de ensino em Cametá.



O Projeto Cine Educa Pará, exibiu nesta quarta-feira (25) na vila de Porto Grande vários filmes de curta-metragem criados por alunos do Ensino Médio do Sistema Modula de Ensino (Some/Seduc), foram exibiu vários filmes produzidos por alunos da rede publica de Cametá, pertencente a 2ª URE.  Segundo o professor de Filosofia Pedro Chaves, o desenvolvimento das habilidades artísticas é essencial para o crescimento pessoal dos alunos. “A proposta de produzir uma película cinematográfica faz com que o aluno execute diversas habilidades dentro da perspectiva da coletividade, faz com os mesmo passem a criar, já que o produto envolve trabalhar em grupo, com o senso de organização, responsabilidade, cooperação e respeito.” Entre as produções estão histórias e roteiros inspirados pelos próprios alunos.
Share:

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Torneio de futsal movimentou a vila de Porto Grande


Alunos do Sistema Modular de Ensino (SOME) realizaram neste domingo (22) a 4ª Copa SOME, um torneio de futebol de salão na vila de Porto Grande no ginásio da E.M.E.F Izabel Fernandes dos Santos. O torneio contou com a presença de centenas de pessoas, na ocasião foi feito um bingo para arrecadar dinheiro para o projeto cultural “Quadrilha Evolução Junina” da professora da escola, o projeto conta com a participação do coreografo conhecido como “Bil”.  

O projeto da escola tem tirado dezenas de jovens das ruas, a quadrilha  irá representar pela primeira vez o Porto Grande em uma competição em Cametá.

A copa e projeto cultural “Quadrilha Evolução Junina” motivaram alunos e professores, como também movimentaram a vila neste ultimo final de semana.

O esporte é uma grande arma de combate contra a violência que impera na sociedade, a violência na escola também é um problema que vem assustando toda a sociedade atualmente, e isso é uma consequência da vida fora da escola. Por isso, o esporte aparece como uma alternativa para abrandar esta situação como afirma o professor de filosofia Pedro Chaves da SEDUC-PA.
Share:

sábado, 21 de maio de 2016

Presa quadrilha que assaltava nas estradas de Cametá



Nas estradas que fazem ligação com Barcarena, Igarapé Miri, Baião, Mocajuba e Cametá. 


Por volta das 04h da manha foi deslocada uma equipe da policia civil, duas viaturas do PPD de igarapé miri, uma viatura da cavalaria e uma viatura do batalhão de icoaraci, a fim de fazer o deslocamento ate a vila caripi (fica na PA 151), com o objetivo de prender os criminosos que fazem assalto na PA que dar acesso aos municípios de Cametá, Baião e Mocajuba; assim como vendem droga; durante a operação foi apreendido um adolescente com uma arma caseira, que confessou juntamente com outro comparsa de nome josiel de ter roubado um policial civil e levado do mesmo uma pistola cal .40, assim como foi detido o receptor do produto do roubo, com também foi preso em flagrante com droga outro integrante desse bando que age nessa vila. 

O receptor indicou que teria vendido a arma do policial pra um traficante do "rola papo", e na casa do traficante foi encontrado drogas, menos a arma do policial. Todos foram conduzidos para delegacia de Igarapé Miri! 
Foto; Marcia de Igarapé Miri.
Share:

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Ex-Prefeito de Cametá é condenado pela justiça


O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-PA) julgou irregulares as prestações de contas do ex-prefeito de Cametá, José Waldoli Valente, referentes aos fundos municipais de Saúde, Educação e Assistência Social da cidade. A documentação foi encaminhada ao Ministério Público Estadual (MPE). Valente é filiado ao Partido Democratas (DEM). 

A prestação de contas é referente ao período de 2005 a 2007 (veja algumas irregularidades abaixo). O relator foi o conselheiro do TCM, José Carlos Araújo. Ele deu parecer contrário à aprovação das contas do ex-prefeito e foi acompanhado pelo plenário. Waldoli Valente já havia sido alvo de outras ações por causa de irregularidades encontradas em sua administração. Ele foi alvo de uma ação Civil Pública por improbidade administrativa, movida pelo Ministério Público Federal (MPF), e foi condenado a devolver R$ 2,8 milhões aos cofres públicos.

CASSAÇÃO

A decisão judicial, em 2014, resultou também na cassação dos direitos políticos do ex-prefeito por 5 anos. Na ação, o MPF apurou que houve uma série de irregularidades na aplicação de verbas federais destinadas à saúde do município. A investigação inicial foi feita pelo Departamento Nacional de Saúde (Denasus). As irregularidades foram registradas em 2007.

DESPESAS

Entre os problemas encontrados, estavam a falta de prestação de contas ao Conselho Municipal de Saúde, a falta de remédios, problemas na estrutura e no funcionamento do almoxarifado das unidades de saúde e falta de documentos que pudessem comprovar as despesas da Conta Farmácia. Também foram encontradas irregularidades na gestão do Fundo Municipal de Saúde e no financiamento dos agentes comunitários de saúde.

Além da ação em que já foi condenado, José Waldoli Valente é réu por improbidade administrativa em mais 10 processos resultantes de ações do Ministério Público Federal (MPF), todas por suspeita de desvio de recursos públicos federais.


O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) identificou que, em 2005, deveria ser aplicado na educação o mínimo de 25%. Porém, o ex-prefeito de Cametá Waldoli Valente destinou 22,02%.

No mesmo ano, cometeu gastos elevados com pessoal do Poder Executivo, sem observar a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Waldoli Valente não enviou ainda as folhas de pagamento referentes ao seu subsídio e de seu vice-prefeito, entre janeiro e maio de 2005.

No ano seguinte, voltou a repetir as mesmas falhas.

Também é acusado de não repassar a contribuição do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) retida dos servidores municipais.

O TCM observou naquele ano diferenças apontadas na receita, despesa e consolidação das contas dos órgãos municipais. Apenas por esta falha, foi multado em R$ 960 mil. As irregularidades foram repetidas no ano de 2007, cujas contas também foram reprovadas pelo TCM.

Fonte: Diário do Pará 20/05/2016

Share:

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Eletronorte fará serviço que o prefeito de Cametá não fez


A Eletronorte iniciará o serviço de pavimentação asfáltica em Cametá, uma notícia muito boa para o povo da cidade que tanto têm sofrido com a falta de gestão da atual administração.

A liberação só se concretizou com a mudança no governo federal. Em suma, o serviço asfáltico que chegará a Cametá é resultado de uma obrigação institucional da Eletronorte, a prefeitura será parceira de certa forma, mas em nada contribuiu para a acareação do recurso, o projeto faz parte exclusivamente de uma contrapartida de uma contraprestação devida pela Eletronorte ao município de Cametá em decorrência da histórica dívida existente entre a empresa e o nosso município pela construção da Hidrelétrica de Tucuruí que trouxe inúmeros prejuízos aos municípios do baixo Tocantins, principalmente Cametá.

Até hoje a população espera ansiosamente as promessas do prefeito, pois dezenas de obras estão paradas dentro da cidade e nos distritos, e pelo que se ver não serão terminadas.
Share:

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Cametá no combate do abuso infantil.



Diante da dura realidade de que 90% dos casos de violência contra crianças e adolescentes ocorrem dentro de casa, a identificação e denúncia do crime pode se tornar ainda mais complicada. Para que tal barreira seja vencida, o projeto ‘Minha Escola, meu refúgio’, da Vara de Crimes contra Crianças e Adolescentes do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), presta orientação para que a comunidade escolar seja capaz de identificar mudanças de comportamento características de crianças que estão passando por situação de violência. 

“Recomendamos que as escolas formem grupos de pessoas que tenham maior habilidade para fazer essa abordagem com a criança, quando há suspeita de exploração em casa”, explica a juíza Mônica Maciel.

IDENTIFICAÇÃO

Em 2 anos de atuação, 16 escolas de Belém e região das Ilhas do Combu, Outeiro e Cotijuba receberam a visita de integrantes do projeto. Através das orientações, professores e demais funcionários das escolas são estimulados a ficar atentos a mudanças de comportamento, como agressividade, baixo rendimento escolar e, no caso principalmente das meninas, aversão ao sexo oposto. Quanto mais rápido ocorrer a identificação de tais sinais, mais fácil será reverter os enormes prejuízos causados às crianças e adolescentes que sofrem esse tipo de crime. “Na maioria dos casos, o agressor é o pai, o padrasto, um tio ou um avô. Nesses casos, a criança acaba não sendo resgatada dessa situação nem pela própria família. Aí entra o papel fundamental da escola”.

Atualmente, 680 processos relacionados a crimes contra a dignidade sexual de crianças e adolescentes tramitam na Vara de Crimes contra Crianças e Adolescentes. Nestes estão incluídos casos de estupro de vulnerável, favorecimento de exploração sexual e tráfico de pessoas.

DENUNCIE!

Caso alguém identifique a prática do crime ou desconfie de sua existência, pode denunciar de forma anônima pelo Disque 100, que funciona 24 horas em todo o território nacional. Ao longo de 2015, o Disque 100 registrou 147 denúncias de violência contra menores. Nos 4 primeiros meses de 2016, já foram registradas 33 denúncias.

Fonte: (Cintia Magno/Diário do Pará)
Share:

terça-feira, 17 de maio de 2016

Congresso derruba veto de Dilma e agora aposentadoria será aos 75 anos



O Congresso Nacional derrubou nesta terça-feira (1º) o veto da presidente Dilma Rousseff (PT) ao projeto do senador José Serra (PSDB-SP) que eleva de 70 para 75 anos a idade para aposentadoria compulsória de todos os servidores públicos da União, Estados, Distrito Federal e municípios.

No Senado, foram 64 votos pela derrubada do veto e 2 votos contrários à derrubada. Eram necessários 41. Em seguida, a Câmara dos Deputados seguiu o entendimento dos senadores e manteve a derrubada do veto: foram 350 votos contra o veto e 15 a favor, com 4 abstenções. Eram necessários 257 votos para a manutenção do veto.

A decisão será comunicada ao governo e o projeto será promulgado.

Serra justificou que a derrubada do veto iria trazer uma economia anual de R$ 800 milhões a R$ 1,2 bilhão por ano aos cofres públicos no futuro. Segundo o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), o governo só vetou o projeto por conta do vício de iniciativa, que teria de ser do Executivo, mas concorda com a derrubada da decisão de Dilma.

O veto derrubado refere-se à chamada lei da Bengalinha e deriva de Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que elevou de 70 para 75 anos a idade para aposentadoria compulsória dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), demais tribunais superiores e ministros do Tribunal de Contas da União (TCU).

Durante as discussões, lideranças do governo e da oposição fecharam um acordo para que o veto fosse derrubado e, em garantia, o último dos quatro vetos analisados na sessão do Congresso fosse realizado ainda nesta terça-feira. O último veto, já avaliado, anulou o projeto de lei complementar que regulamentava a profissão de designer.

Com isso, a pauta está limpa para que sejam avaliados os projetos a revisão da meta fiscal de 2015, para um déficit de até R$ 119,9 bilhões, ou 2% do Produto Interno Bruto (PIB), bem como a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016, a qual prevê um superávit de 0,7% no próximo ano.
Share:

domingo, 15 de maio de 2016

Tribunal rejeita contas de Waldoli Valente ex-prefeito de Cametá


O Plenário do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará (TCM-PA) julgou irregulares as prestações de contas do ex-prefeito de Cametá Waldoli Valente referente aos Fundos Municipais de Saúde e Assistência Social de Cametá. As despesas foram ordenadas pelo ex-prefeito de Cametá Waldoli Valente, que cometeu uma série de irregularidades e terá de recolher várias multas totalizando R$ 90.100,00. Cópias dos autos serão encaminhadas ao Ministério Público Estadual para as providências cabíveis.

Em relação ao Fundo Municipal de Saúde de Cametá (FMS), o ordenador de despesas terá de recolher multas que perfazem um total de R$ 22.500,00. Ele foi julgado à revelia por falhas como o fato do próprio prefeito ser o ordenar despesas do FMS, contrariando o que determina a Resolução nº 7.738/2005 do TCM/PA; documentação fora do prazo; não remessa dos atos de abertura de créditos adicionais em favor do FMS, o que originou a despesa realizada acima da autorização orçamentária no montante de R$ 3.491.475,17; não envio do parecer do Conselho Municipal da Saúde; e não envio de processos licitatórios no montante de R$ 321.531,009.

O ex-prefeito pediu prorrogação de prazo, mas não apresentou defesa e foi julgado à revelia em relação a falhas como remessa da prestação de contas quadrimestral fora do prazo; não remessa dos atos para abertura de créditos adicionais em favor do FMAS, o que originou a despesa realizada acima da autorização orçamentária no montante de R$ 761.076,17; e o não envio do parecer do Conselho Municipal de Assistência Social.
Share:

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Justiça pede a Moro prisão de Lula


A 4ª Vara Criminal de São Paulo remeteu ao juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, o pedido de prisão preventiva do ex-presidente Lula e a denúncia contra o petista por lavagem de dinheiro e falsidade ideológica no caso do tríplex de Guarujá (SP). Os autos foram enviados pela juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira na última quinta-feira, após ela negar recursos contra a decisão na qual declinou da competência para o juízo que centraliza a Operação Lava Jato, no Paraná, proferida há mais de um mês. A posse do tríplex reformado pela construtora OAS para Lula e a ex-primeira-dama Marisa Letícia era investigada pelo Ministério Público de São Paulo, em inquérito decorrente do caso Bancoop, e pelo Ministério Público Federal na Lava Jato. A juíza entendeu que os crimes são de âmbito federal e podem estar relacionados ao esquema de corrupção na Petrobras. Caberá a Moro agora decidir se aceita a competência e acata ou não o pedido de prisão e a acusação formal. O ex-presidente também é investigado em outras frentes da Lava Jato, a apuração ocorre sob o crivo do Supremo Tribunal Federal, por causa de citações a parlamentares e ministros com foro privilegiado. Como a nomeação de Lula foi suspensa pelo Supremo, ele permanece sem a prerrogativa. (Felipe Frazão, de Brasília)
Share:

domingo, 1 de maio de 2016

LIDERANÇAS SE UNEM EM CAMETÁ A FAVOR DO POVO


Pela duvida da vinda do ex-prefeito Waldoli Valente concorrer às eleições de 2016, pois o pré-candidato responde processos na justiça federal, o que se ver é que ninguém está querendo apostar na sorte e na duvida, lideres estão se unindo para renovar e transformar a politica cametaense, mais três partidos se uniram à coalizão da esperança e não há duvidas que o bloco esta crescendo. “Ganhamos novas forças como a do vice-prefeito Osvaldo Barros (PSC), Cândido (PSB) e de Janete (PEN). O nosso maior desafio no momento é ampliar a participação feminina na política cametaense. É hora de amadurecer, não podemos mais viver em uma Cametá de ideias velhas, precisamos inovar, se você tem a frente um time para liderar saiba que ser retrogrado jamais irá levá-lo a vitória, pois estamos focados em falar sobre soluções para nosso município, falar sobre problemas e somente criticar é fácil”. Afirma o Professor Pedro Chaves (PRB).

O atual pré-candidato do PT, Iracy Nunes já tem um adversário anunciado em Cametá, será a “Coalizão da Esperança”, um movimento que repentinamente está crescendo em toda Cametá. Já são 10 partidos, dezenas de lideres comunitários e mais de cem pré-candidatos a vereadores integram a movimento em prol de Cametá, este movimento que começou com três partidos, hoje já possui a maioria dos partidos políticos de Cametá e a cada reunião dezenas de pessoas aderem ao movimento.

O Pastor Emerson (PTN) disse que os três partidos vieram porque têm ideias e propostas em comum e isso que Cametá precisa, e todos devem deixar suas vaidades e buscar o interesse do bem comum.

Ficou acordado em um termo de aceite que da coalizão dos partidos irá futuramente apresentar ao eleitorado cametaense uma nova opção, com candidato a prefeito e vice-prefeito. Os critérios para a escolha devera ser através de pesquisas de opinião pública, ter poder de aglutinação e outros para uma boa escolha. 
Share:

Arquivo do blog

NÃO LISTA

Contato