quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

POLICIA FAZ MEGA OPERACÃO NO RIO PINDOBAL


A Polícia Civil do Estado do Pará, por intermédio de equipes da Divisão de Homicídios, com a apoio da Delegacia Fluvial e do Grupo de Pronto Emprego (GPE), nesta quarta-feira (27), deflagrou a “OPERAÇÃO ROTA”, cujo objetivo foi o cumprimento de prisões cautelares deferidas pela 1ª Vara de Inquéritos Policiais de Belém – PA , em desfavor de Moisés Freitas Ramos (que também apresenta o nome falso de Emerson Freitas Gomes), vulgo “Mun-rá” ou “Killer” e Gabriel Freitas Ramos, indiciados por serem autores do crime de homicídios qualificado que vitimou, o cinegrafista FRANCISCO HAROLDO LAMEIRA DO CARMO, no bairro Tapanã, em Belém.

Na ação criminosa, Moisés Freitas Ramos pilotava a motocicleta utilizada no crime, e Gabriel Freitas Ramos, sem qualquer chance de defesa da vítima, desferiu diversos disparos em desfavor de Francisco Haroldo, cujo óbito foi constatado ainda no local do crime.

A “OPERAÇÃO ROTA”, após minuciosa operacionalização, em razão do ambiente que se desenvolveu e a dificuldade de sua implementação, teve como alvo dois endereços, todos em ambiente ribeirinho, localizados Rio Pindobal, que também segundo populares eram os famosos piratas.

No QTH do primeiro alvo, indicado como paradeiro de Moisés Freitas Ramos, vulgo “Mun-rá” ou “Killer”, este foi capturado e preso pelas equipes policiais. Em sua posse foram encontradas 03 (três) armas de fogo, sendo uma delas uma Pistola, calibre .40, brasonada e de propriedade da Polícia Militar do Estado do Pará, munições correspondes, além de 02 espingardas de fabricação caseira e uma porção de substância análoga a maconha. 

Já no endereço indicado como possível ponto de homizio do alvo Gabriel Freitas Ramos, vulgo “DINHO”, o qual é já é investigado pela Delegacia Fluvial pela prática de crime de roubo a embarcações e homicídios (vulgarmente conhecido como ação de “Piratas”). No local, se encontravam vários indivíduos foragidos da Justiça Penal.

Em pronto emprego os policiais iniciaram o assalto tático, onde foram recebidos a tiros pelos criminosos que lá se encontravam, momento em que os policiais revidaram com força equivalente a injusta agressão, atingindo os autores dos disparos contra a força policial, posteriormente identificados como “DINHO” e  “Renanzinho”.

De imediato os criminosos foram socorridos ao hospital de Igarapé-Miri, lá sendo constatado seus óbitos.

Com os indivíduos foram encontradas duas espingardas, bem como munições, além de uma terceira espingarda caída no chão, que a investigação indica ser de um criminoso que conseguiu se evadir. Também foram encontrados objetos aparentemente de vítimas de roubo perpetrado pelos criminosos que ali se homiziavam.

Os procedimentos de Polícia Judiciária que o caso exige estão sendo adotados pela Delegacia de Polícia Local, bem como será representado junto ao Poder Judiciário pelo recambiamento imediato de Moisés Freitas Ramos, vulgo “Mun-rá” ou “Killer”, para Belém – PA, local em que responderá pelo crime de homicídios qualificado em desfavor de Francisco Haroldo Lameira.
As diligências para a captura e prisão de Gabriel Freitas Ramos seguem ininterruptas.

Fonte Polícia Civil do Pará 
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivo do blog

NÃO LISTA

Contato