terça-feira, 16 de abril de 2019

CAMETÁ: CONSELHEIROS DENUNCIAM IRREGULARIDADES EM EDITAL


Os Conselheiros Tutelares e vários Pré-Candidatos a Conselheiros protocolam um pedido na Câmara Municipal de Cametá e ao Ministério Público para pedirem Revisão, Correção e Adequação do Edital de escolha para Conselheiros Tutelare por apresentar diversos erros.

Segundo o grupo, o edital contém várias irregularidades e o documento pode se tornar tendêncioso e supostamente poderá beneficiar alguns pré candidatos.

Outro problema alegado pelo grupo é a regra das eleições que são definidas pela Lei Federal  que visa direito a todos os cidadãos terem o poder de escolha de forma livre, sem exclusão, no Edital emitido pelo CMDCA Cametá, se excluem os cidadãos do Rio Cupijó e de Cametá Taperá terem o direito de votarem em Candidatos da Zona Rural, obrigando esses cidadãos escolherem candidatos da cidade, que não tem nada haver com a região, as localidades acima mencionadas fazem parte da zona rural do município.

O caso será analisado pela Câmara Municipal de Cametá e pelo Ministério Público que em breve dará um parecer.

Folha de Cametá
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivo do blog

NÃO LISTA

Contato